COVID 19

Alerta e Informações

A Top Atlântico tem estado permanentemente a acompanhar a evolução do surto do novo Coronavírus Covid-19 e tem atendido às recomendações emitidas pelas entidades nacionais e internacionais competentes, designadamente a IATA (International Air Transport Association), pela Organização Mundial de Saúde (OMS), pelo European Centre of Disease Prevention and Control, bem como pela Direção Geral de Saúde e, igualmente, pela entidade aeronáutica nacional, ANAC.

Devo viajar?

Ainda existem muitas restrições de viagem em termos internos externos.

Acompanhamos a situação ao momento e por isso temos em consideração toda a evolução do surto nos diversos países.

Gradualmente as medidas de confinamento nos vários países estão a ser planeadas e levantadas brevemente e as companhias aéreas a reestabelecer novamente as rotas de ligação de maior   potencial de tráfego.

Paralelamente destinos, companhias aéreas e hotéis estão a definir e implementar medidas e procedimentos que possam garantir e respeitar a normas de higienização e distanciamento social aconselhado para evitar a propagação do Vírus Covid_19.

Para as viagens imediatas e uma vez que ainda existe informação pouco estruturada com respeito a estas medidas, aconselhamos a que aguarde até ao final de maio, para que possa tomar a sua decisão de viagem com maior informação sobre como fazê-lo e o que o espera no destino.

No entanto, daremos toda a assistência e apoio a passageiros que necessitem de o fazer, tomando todas as medidas de segurança que estão ao nosso alcance.

No entanto, acreditamos que rapidamente as medidas e procedimentos referidos serão implementados e estruturados, permitindo uma retoma gradual das Viagens.

Apoio e rede de lojas Top Atlântico

As nossas lojas  continuam encerradas para atendimento ao público,  mas continuamos operacionais   -  consulte os horários e contatos atualizados em Lojas TopAtlântico

Se tem uma viagem em fase de no nosso site e necessitar de entrar em contato para esclarecimentos sobre a sua viagem poderá utilize os seguintes meios:

Tel: +351 218 925 471

E-mail: topatlantico@topatlantico.com

Estamos atualmente com o horário de funcionamento mais reduzido, pelo que o nosso tempo de resposta poderá demorar mais que o habitual, mas entraremos em contacto com a maior brevidade possível.

 

Recomendações para viajantes

Tendo em conta a forma de propagação deste vírus, existem algumas diretrizes deverá ter em conta se for viajar, nomeadamente: evitar permanecer um longo período em locais com grande densidade ou passagem de pessoas. Outra medida é optar por fazer voos diretos para não ter de fazer escala em mais que um aeroporto.   Aconselhamos a que leve consigo os contatos úteis que podem vir a ser necessários como o da Embaixada e dos serviços de saúde do destino para o qual vai viajar.

Para além destas recomendações é muito importante viajar com um seguro de viagens. 

Deixamos-lhe ainda as recomendações estabelecidas pela DGS que deverá ter em conta:

• Uso de Máscara em transportes e lugares públicos;
• Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos;
• Reforçar a lavagem das mãos antes e após a preparação de alimentos, antes das refeições, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas;
• Usar, em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;
• Usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar;
• Deitar os lenços usados num caixote do lixo e lavar as mãos de seguida;
• Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;
• Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias.

 

 

Destinos – medidas de restrição Internas e Externas

Em seguida poderá consultar as medidas implementadas numa lista de destinos que elegemos face  a uma maior procura.

Caso não tenha encontrado destino que procura, deixamos-lhe um link onde poderá encontrar informação generalizada sobre uma lista muita alargada de destinos (a informação está em inglês).

CLIQUE AQUI (no mapa clique no destino do seu interesse).

África do Sul

Restrições internacionais:

  • Um estado de desastre está em vigor.
  • O espaço aéreo sul-africano está fechado a companhias aéreas comerciais. Todos os voos internacionais e domésticos suspensos.
  • A South African Airways suspende todos os voos internacionais e regionais até 31 de maio, embora a companhia aérea esteja a operar voos charter de repatriamento limitados patrocinados pelos respetivos governos.
  • Existem termómetros de infravermelhos e pessoal de saúde em todos os portos de entrada (ar, mar e terra) para rastreio de passageiros.

 

Restrições internas

  • Um bloqueio nacional está em vigor indefinidamente. O bloqueio será, doravante, implementado de acordo com uma escala de 5 níveis com base na atual avaliação de risco, sendo o nível 5 o nível mais elevado de restrições. O nível 4 está no lugar.

 

Alemanha

Restrições internacionais:

  • Alguns pontos de passagem de fronteira terrestres e marítimas com a Áustria, a Dinamarca, a França, o Luxemburgo e a Suíça foram limitados, tendo sido introduzidos controlos fronteiriços temporários nos restantes pontos de passagem desses países. Além disso, os passageiros aéreos que viajem de Itália e Espanha para a Alemanha serão sujeitos a controlos de imigração. Estas medidas permanecerão em vigor pelo menos até 15 de junho. Uma explicação completa das restrições em vigor está disponível (apenas em alemão) no site do Bundespolizei.
  • Os viajantes sem motivo de viagem urgente não estão autorizados a entrar na Alemanha.
  • Os grupos autorizados a atravessar a fronteira incluem:
    • Cidadãos, residentes, detentores de vistos de longa duração que regressam à Alemanha.
    • Cidadãos da UE e nacionais de países terceiros que atravessam a Alemanha para o seu país de origem ou local de residência se puderem demonstrar com um bilhete que não há alternativa a viajar pela Alemanha para chegar ao seu destino.
    • Todas as pessoas que viajam por razões urgentes (incluindo tratamento médico, mortes em família, cuidados a crianças menores).
    • Todas as pessoas que transportam mercadorias, que viajam por razões relacionadas com o trabalho ou para realizar uma atividade profissional. Isto deve ser documentado com documentos adequados (incluindo contrato de trabalho, documentos de encomenda, cartão de transporte transfronteiriço). Os passageiros também têm um formulário para descarregar e preencher).).
    • Cônjuges e sócios registados.
  • A companhia de bandeira Lufthansa está a operar um horário de voo revisto até novo aviso.
  • Os voos com casos suspeitos de COVID-19 a bordo serão desviados para aeroportos dedicados, onde foram publicadas equipas médicas.

 

Restrições internas:

As regras relativas ao distanciamento social devem manter-se pelo menos até 10 de maio.

  • Reuniões de mais de duas pessoas fora do trabalho e a casa são proibidas, exceto para membros da mesma casa. Em espaços públicos as pessoas devem manter pelo menos 1,5 metros de distância.
  • Usar máscaras (não médicas) enquanto utiliza transportes públicos e compras é obrigatório em todos os estados. As estadias noturnas só são permitidas para viagens relacionadas com o trabalho. Grandes eventos proibidos pelo menos até 31 de agosto.
  • Em Baden Wurttemberg, Baviera, Berlim, Brandemburgo, Mecklenburg West Pomerania, Saarland, Saxónia e Saxónia-Anhalt as pessoas só podem deixar as suas casas para fins essenciais, tais como razões relacionadas com o trabalho, exercício físico, razões de saúde ou para comprar mantimentos essenciais, como alimentos e medicamentos.

 

Andorra

  • Restrições internacionais:

A fronteira com a França continua aberta a cidadãos e residentes franceses.

 

  • Restrições internas:
  • Recomenda-se o distanciamento social e a permanência em casa. As pessoas devem manter uma distância de quatro metros dos outros quando saem. Usar uma máscara facial também é obrigatório. As pessoas são encorajadas a andar do lado direito. Todas as lojas, exceto as que vendem itens essenciais, como alimentos, medicamentos e combustível, estão fechadas.

 

Angola

  • Restrições internacionais:

Todos os voos comerciais internacionais de e para Angola estão suspensos até novo aviso. Os viajantes que estiveram na China, França, Irão, Itália, Portugal, Coreia do Sul ou Espanha desde o início do surto ou que tenham estado em contacto com pessoas infetadas com COVID-19 devem cumprir uma quarentena de 14 dias. Isto inclui a tripulação da companhia aérea. Todos os vistos de trabalho, residência e de residência são automaticamente prorrogados até 30 de maio. Todos os vistos turísticos, de curto prazo e de fronteira são automaticamente alargados até 15 de maio.

 

  • Restrições internas:
  • O estado de emergência foi prorrogado até 25 de maio. O acesso dentro e fora da capital Luanda continua proibido. A proibição do movimento inter-regional foi descontraída para fins comerciais; As viagens de lazer inter-regionais continuam proibidas. Todas as fronteiras marítimas e terrestres estão fechadas. Foi pedido aos cidadãos que ficassem em casa, exceto em situações de emergência ou para obterem mantimentos essenciais, e para exercerem um distanciamento social.

 

Argentina

  • Restrições de entrada:

As fronteiras estão fechadas a todos os recém-chegados, exceto cidadãos ou residentes argentinos até 10 de maio. Aqueles que chegam são obrigados a isolar-se por um período de 14 dias. Todos os voos nacionais e internacionais foram suspensos até 1 de setembro.

 

  • Restrições de saída:

Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país, no entanto, os voos têm sido severamente limitados. As fronteiras continuam abertas para partidas. No entanto, todos os voos internacionais programados foram suspensos, embora o governo esteja a permitir um número limitado de voos internacionais excecionais.

 

  • Condições e restrições internas:
  • Os comboios e autocarros de longa distância estão suspensos até 24 de maio. Na capital, Buenos Aires, os transportes públicos continuarão com operações limitadas. O país está fechado até 10 de maio. Os cidadãos só podem deixar as suas casas para fins essenciais. A partir de 4 de maio, o uso de máscaras faciais em espaços públicos é obrigatório em todo o país. Isto inclui viajar de carro e comboio. O incumprimento pode resultar em coimas até 1000 euros.

 

 

Aruba

  • Restrições de entrada:

A entrada é proibida para todos os viajantes, incluindo residentes até pelo menos 31 de maio. Está prevista uma avaliação de reabertura entre 15 de Junho e 1 Julho.

 

  • Restrições de saída:

Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país.

 

  • Restrições internas:
  • Há um recolher obrigatório diário entre as 22:00 e as 05:00, que se estende aos transportes públicos e aos táxis.

 

Austrália

  • Restrições internacionais:
  • Todos os residentes australianos estão proibidos de viajar para o estrangeiro, exceto em circunstâncias excecionais. Todos os viajantes não residentes estão proibidos de entrar na Austrália. Podem entrar cidadãos, residentes permanentes, familiares imediatos de cidadãos australianos ou residentes permanentes, e cidadãos da Nova Zelândia residentes na Austrália; à chegada, ficarão em quarentena durante 14 dias numa instalação designada na cidade onde o seu voo aterra. Os viajantes que tenham uma razão compassiva ou convincente para viajar para a Austrália podem preencher um formulário no site dos Assuntos Internos para solicitar uma isenção. Os viajantes atualmente na Austrália que não possam regressar ao seu país de origem devem consultar o site dos Assuntos Internos para obter regulamentos atualizados de renovação de vistos. 
  • Restrições internas:
  •  A Austrália do Sul, a Tasmânia e o Território do Norte exigem que os viajantes de entrada não essenciais fiquem em quarentena durante 14 dias.
  • A Austrália Ocidental continua a proibir viagens regionais não essenciais no estado. Algumas chegadas inter-regionais serão obrigadas a isolar-se a menos que isentas.

 

Áustria

  • Restrições internacionais:

Foram reintroduzidos controlos sanitários nas fronteiras com a República Checa, a Alemanha, a Itália, o Liechtenstein, a Eslovénia e a Suíça; apenas passagens fronteiriças limitadas estão abertas. Reavaliação da situação a 31 de Maio. Os controlos internos das fronteiras terrestres no espaço Schengen com estes países manter-se-ão em vigor até 11 de novembro para combater os riscos relacionados com o terrorismo e a criminalidade organizada, a situação nas fronteiras externas, bem como o risco de redução do COVID-19 que poderá provocar novos movimentos migratórios. A medida aplica-se igualmente à fronteira com a Hungria.

Os viajantes que desejem entrar através de uma fronteira terrestre aberta devem ter um atestado médico para entrar. O certificado: indicará que o viajante não é afetado pela COVID-19; Ser datado máximo de quatro dias antes da chegada; e estar em inglês, francês, alemão ou italiano. As isenções da proibição são: cidadãos austríacos, residentes, pessoas que atravessam a Áustria sem escala, tráfego comercial e veículos de emergência. As autoridades sanitárias podem impor testes de saúde a qualquer pessoa que entre ou viaje pela Áustria.

Os cidadãos não-Schengen/UE estão proibidos de entrar na Áustria por via aérea fora do espaço Schengen. A regra não se aplica a funcionários diplomáticos, funcionários de organizações internacionais, às suas famílias que vivem no mesmo agregado familiar e aos trabalhadores humanitários. Estão também isentos os profissionais de saúde e médicos, os passageiros em trânsito, os transportes comerciais, os trabalhadores sazonais (no sector agrícola e florestal), os familiares dos cidadãos austríacos (e da UE/EEE/CH) residentes no mesmo agregado familiar e detentores de visto D ou autorização de residência emitido saem. Os cidadãos de países terceiros isentos, bem como os que chegam por via aérea do espaço Schengen, só poderão entrar na Áustria apresentando o referido atestado médico. Aqueles sem certificado serão impedidos de entrar ou estarão sujeitos a quarentena obrigatória.

 

  • Restrições internas:
  • Todas as lojas podem reabrir, mas a maioria dos estabelecimentos não essenciais permanecem fechados. Os restaurantes seriam reabertos e os serviços religiosos seriam autorizados a retomar a partir de 15 de maio; os serviços religiosos podem igualmente retomar as suas atividades a partir de 15 de maio; Espaços culturais como museus e bibliotecas também começarão a retomar as atividades a partir de meados de maio.

 

Bahamas

Restrições de entrada:

As operações aeroportuárias e portuárias estão suspensas até novo aviso, efetivamente proibindo todas as viagens ao país, incluindo as que estão em trânsito. No entanto, alguns charters internacionais e privados podem operar. As viagens inter-ilhas continuam temporariamente proibidas.

 

Restrições de saída:

Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país.

 

  • Condições e restrições internas:
  • Um toque de recolher de 24 horas está em vigor até 30 de maio. Bloqueio total durante os fins de semana das 21:00 de sexta-feira às 05:00 de segunda-feira. O estado de emergência está em vigor até 30 de maio.
  • Todos os hotéis e resorts estão fechados na capital Nassau, bem como nas ilhas Grand Bahama e out.

 

Barbados

  • Restrições internacionais:
  • Uma quarentena obrigatória de 14 dias numa instalação governamental para todas as pessoas que entram em Barbados. Cidadãos e residentes de Barbados estão sujeitos a quarentena domiciliária. O Governo de Barbados está a realizar rastreios térmicos em aeroportos e portos marítimos.
  •  
  • Restrições de saída:
  • Atualmente não existem restrições para viagens de saída. Os cidadãos americanos que estão a tentar regressar aos EUA a partir das Caraíbas orientais e precisam de assistência devem preencher o formulário previsto para cada pessoa que pretenda regressar aos EUA.
  •  
  • Condições e restrições internas:
  • O Governo de Barbados anunciou uma abordagem de reabertura em quatro fases, com a ilha a entrar na Fase 2 no dia 4 de maio. A partir de 4 de maio, um toque de recolher noturno estará em vigor das 20:00 às 05:00.

 

Bélgica

  • Restrições internacionais:
  • As fronteiras foram fechadas a qualquer movimento não essencial. As restrições aplicam-se nos portos, aeroportos, estações ferroviárias internacionais e outros pontos fronteiriços. Os controlos de entrada e saída estão em vigor na fronteira belga para evitar viagens não essenciais. Espera-se que todos os viajantes para a Bélgica produzam um cartão de identificação belga (residência) ou uma carta do seu empregador para provar que as suas viagens são essenciais. Aqueles que transitem pela Bélgica devem apresentar uma identidade/prova válida de residência e comprovativo de viagem. As restrições não se aplicam ao transporte de carga e aos estrangeiros que possam provar que precisam de atravessar para o país.

Os cidadãos belgas podem atravessar o país, mas viajar para o estrangeiro será proibido se não for considerado essencial.

O Aeroporto de Bruxelas South Charleroi (CRL) está encerrado pelo menos até ao início de junho.

Serviços Eurostar: Enquanto os comboios continuam a operar entre a Bélgica, a França e o Reino Unido, fazem-no com capacidade reduzida. De acordo com os representantes da empresa, desde 4 de maio, os passageiros devem usar uma máscara facial ou qualquer outro tipo de cobertura facial nas estações e a bordo, de acordo com as orientações das autoridades belgas. Cidadãos e residentes permanentes que entram no país têm de se auto-isolar em quarentena durante 14 dias após a chegada. Isto não se aplica aos estrangeiros que transitem da Bélgica via aérea, terrestre ou marítima, que devem poder entrar e sair facilmente do território belga para continuarem a viajar para o seu destino. A quarentena não é necessária para os viajantes em viagens de negócios essenciais.

 

Restrições internas:

Todas as reuniões públicas são proibidas e os eventos públicos suspensos pelo menos até 31 de agosto. Todas as lojas e negócios não essenciais estão fechados, exceto farmácias, lojas de alimentos e relações de imprensa. Só serão autorizadas viagens consideradas essenciais, especialmente para trabalho. Os transportes públicos devem assegurar a distância entre os passageiros. Cobrir o rosto com uma máscara, cachecol ou bandana é obrigatório nos transportes públicos para todos os maiores de 12 anos. As pessoas podem encontrar-se com um máximo de dois outros que não vivem com eles, mas devem manter a distância e ficar fora. Alerta global de saúde de nível 3.

 

Belize

Restrições internacionais:

  • Todas as fronteiras estão fechadas. Cidadãos, residentes e diplomatas belgas residentes no país terão entrada através da fronteira de Santa Elena com o México.
  • O Aeroporto Internacional Philip S. W. Goldson está fechado.
  • O transporte terrestre, aéreo e marítimo será retomado no país apenas para trabalhadores e fins essenciais. Os escritórios do governo vão reabrir, a paralisação adicional das empresas poderá funcionar durante certas horas, e a quarentena especial de domingo foi levantada. Máscaras devem ser usadas por todos os viajantes.
  •  

Restrições internas:

  • O recolher obrigatório das 20:00 às 05:00 permanece em vigor, imposto pelas forças de segurança.
  • O país continua em confinamento e o estado de emergência foi prorrogado até pelo menos 30 de junho.

 

Bósnia e Herzegovina

Restrições internacionais:

  • Proibição de entrada para estrangeiros.
  • Os cidadãos retornados e cidadãos estrangeiros com residência permanente devem ser submetidos a quarentena durante 14 dias. Estas medidas envolverão vigilância médica direta, bem como relatórios diários obrigatórios.
  • O Aeroporto de Sarajevo continua fechado ao público, no entanto continua a operar voos de repatriamento. Todos os outros aeroportos internacionais, incluindo o Aeroporto De Banja Luka, o Aeroporto mostar e o Aeroporto de Tuzla estão fechados até novo aviso. As raras exceções incluem os viajantes da EUFOR e da NATO. Os voos humanitários e de carga continuarão a funcionar normalmente.
  • A fronteira terrestre com a Sérvia está fechada.
  • Os aeroportos estão fechados para voos de passageiros até pelo menos 1 de junho.

 

Restrições internas:

  • Foi declarado o estado de emergência na entidade da Federação de BiH (incluindo Sarajevo).
  • Existe uma proibição dos transportes públicos (excluindo táxis) até pelo menos 15 de maio. Os cidadãos são obrigados a usar uma máscara facial ou um pano que cubra a boca e o nariz quando se deslocam para fora das suas acomodações em todos os locais.
  • Escolas, restaurantes, cafés e outros espaços públicos não essenciais estão fechados até pelo menos 15 de maio.
  • Estão proibidas reuniões públicas de mais de cinco pessoas.

 

Brasil

Restrições de entrada:

  • Até 28 de maio, todos os viajantes estrangeiros estão proibidos de entrar no país.
    • As exceções incluem: cidadãos e residentes, familiares de brasileiros, diplomatas e pessoas que viajam em nome do governo e da tripulação brasileiras. Todas as operações de carga são permitidas.
    • Além disso, os estrangeiros que se encontram num dos países fronteiriços terrestres e que necessitem de atravessar para o Brasil para embarcar num voo de repatriamento podem entrar no Brasil com autorização da Polícia Federal, desde que o viajante vá diretamente para o aeroporto, bilhete na mão, e autorizado pela respetiva embaixada ou consulado de ambos os países.
  • Todas as fronteiras terrestres com os países vizinhos estão fechadas até novo aviso. Estes países incluem: Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname e Venezuela.
  • A fronteira terrestre com o Uruguai está fechada até 20 de maio.
  • Os cidadãos e residentes brasileiros estão isentos de restrições de entrada, bem como de ajuda humanitária e camiões de carga.

 

Restrições de saída:

  • Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país.
  • Voos do Brasil para os EUA para recolha como delineado no site da embaixada dos EUA.

 

Condições e restrições internas:

  • A embaixada dos EUA aconselhou os viajantes a estarem preparados para que as restrições sejam implementadas com aviso prévio.
  • Na Bahia, e no Estado do Rio de janeiro, as autoridades suspenderam os transportes públicos intermunicipais em todo o estado.

 

Bulgária

Restrições internacionais:

  • A entrada no país é negada à maioria dos estrangeiros, incluindo viajantes de alguns países europeus, tais como Áustria, Bélgica, França, Alemanha, Islândia, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Países Baixos, Espanha, Suíça e Reino Unido, com exceção de:
  • Cidadãos de outros países da UE ou de Schengen (Croácia, Chipre, Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, Grécia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, Eslováquia, Eslovénia ou Suécia) nacionais de países terceiros que transitam da Bulgária para regressar ao seu país de residência
  • Cidadãos búlgaros e seus familiares
  • Pessoas com autorizações de residência permanentes ou de longa duração búlgaras e membros das suas famílias especialistas médicos, funcionários estrangeiros (diplomatas,membros de organizações internacionais).
  • Todos os viajantes, independentemente da nacionalidade, estão sujeitos a uma quarentena obrigatória de 14 dias.
  • A Macedónia do Norte, a Sérvia e a Turquia encerraram todas as passagens fronteiriças com a Bulgária ao tráfego não comercial.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor até 13 de maio e não foi prolongado.
  • Só é permitida uma viagem para fins essenciais entre as capitais dos 28 distritos da Bulgária, com exceção da capital Sofia, que está fechada até novo aviso. As viagens de e para Sófia serão proibidas, com exceção do transporte de carga, dos trabalhadores essenciais ou dos serviços de emergência sanitária. Foram estabelecidos postos de controlo nas estradas de entrada/saída de cada centro regional. Os viajantes devem apresentar um documento (declaração anual de pagamento, documento médico e identificação como prova de residência) para justificar a sua viagem/presença (se for devido ao trabalho na cidade, por razões de saúde ou para voltar ao endereço permanente).
  • Todos no país devem usar uma máscara facial quando estão num espaço público; desde 3 de maio isto só se aplica a espaços fechados.

 

Cabo Verde

Restrições internacionais:

  • Todas as fronteiras marítimas estão fechadas e as ligações aéreas estão suspensas com exceções limitadas para os cidadãos que regressam de/para Cabo Verde em voos de repatriamento e para emergências médicas.
  • Um formulário a preencher é distribuído aos viajantes que vêm das zonas mais em risco.
  • A Cabo Verde Airlines suspendeu todos os voos comerciais até 1 de julho.
  • Os navios de passageiros e de cruzeiro saem autorizados a atracar, mas os passageiros não podem desembarcar em todos os portos.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor até 14 de maio para as ilhas Boa Vista, Santiago e São Vicente. Para o resto do país, continuam a existir algumas restrições às empresas e às áreas públicas.
  • Todas as ligações inter-ilhas são suspensas com exceções limitadas.

 

Canadá

Restrições internacionais:

  • O encerramento das fronteiras para todos os viajantes estrangeiros (isenção para cidadãos canadianos, residentes permanentes e seus familiares imediatos; no entanto, ficarão sujeitos a quarentena obrigatória durante 14 dias) até 30 de junho.
  • A fronteira Canadá-EUA permanecerá fechada a viagens não essenciais (isto é, recreação e turismo) até 20 de maio. No entanto, as viagens essenciais e todo o transporte de mercadorias serão permitidos em todo o processo.
  • Qualquer viajante que apareça com sintomas de COVID-19 será impedido de entrar.
  • Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país.

 

Condições e restrições internas:

  • Manitoba, New Brunswick, Terra Nova, Nova Escócia, Ilha do Príncipe Eduardo e os Territórios de Yukon exigem que todos os viajantes internacionais e domésticos se auto-coloquem em quarentena durante 14 dias.
  • Os Territórios do Noroeste e Nunavut têm entrada restrita para não residentes, e os residentes que regressam são obrigados a quarentena durante 14 dias.
  • O Quebec instituiu postos de controlo para impedir viagens não essenciais para a província. Todos os viajantes domésticos essenciais de outras províncias devem fornecer documentação de identificação e apoio do governo para poderem entrar.
  • Todos os voos internacionais serão redirecionados para Calgary (YYC), Montreal (YUL), Toronto (YYZ) e Vancouver (YVR), com exceção dos voos das nações das Caraíbas, México e EUA.
  • Todos os viajantes que venham ou partam do país devem usar uma máscara ou outra cobertura facial. Aqueles que não tiverem um não serão autorizados a embarcar e poderão ser multados.

 

China

Restrições de entrada.

  • Os estrangeiros com vistos ou autorizações de residência ainda válidos a partir de 28 de março estão impedidos de entrar na China. Isto inclui estrangeiros com Cartões de Viagem De Negócios APEC, vistos portuários, pessoas que se qualificam para políticas de trânsito sem visto 24/72/144 horas, política hainan 30 dias sem visto, política de 15 dias de isenção de visto especificada para cruzeiros estrangeiros através do Porto de Xangai, política de trânsito sem visto de Guangdong 144 horas para grupos turísticos estrangeiros de Hong Kong ou regiões administrativas especiais de Macau e políticas de 15 dias sem visto para grupos turísticos estrangeiros de países da ASEAN. Os vistos diplomáticos, de cortesia ou classe C não serão afetados. Os estrangeiros envolvidos nas atividades económicas, comerciais, científicas ou tecnológicas necessárias ou para necessidades de emergência e humanitária podem igualmente solicitar vistos nas embaixadas ou consulados chineses.
  • O número de voos internacionais de passageiros é reduzido. Em Pequim, os voos internacionais não desembarcam diretamente no Aeroporto Internacional de Beijing Capital (PEK), mas são desviados primeiro para outros aeroportos domésticos em Dalian, Hohhot, Jinan, Nanjing, Qingdao, Shanghai Pudong, Shenyang, Shijiazhuang, Taiyuan, Tianjin, Xi'an e Zhengzhou para exibição. Os viajantes terão de ser submetidos a uma quarentena de 14 dias numa instalação designada à entrada. Depois de limpar a quarentena de 14 dias, se o viajante entrar em Pequim após o segundo dia em que o viajante limpa a quarentena, o viajante terá de passar por outra quarentena de 14 dias, quer em casa, quer numa instalação designada por 14 dias adicionais.
  • A Air Macau vai retomar gradualmente os voos de Macau para o Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Tailândia até 9 de maio.
  • Todas as passagens fronteiriças terrestres entre a China e a Rússia foram fechadas aos viajantes. A província de Yunnan proibiu os cidadãos de deixarem o país por mais de 30 portos terrestres e fluviais nas fronteiras da província com o Vietname, o Laos e Myanmar.
  • Todos os residentes de Hong Kong que cheguem por ar de qualquer outro local que não a China continental, Macau e Taiwan serão impedidos de entrar.
  • Os residentes não-de Hong Kong que cheguem da China continental, Macau ou Taiwan serão impedidos de entrar se tiverem estado em países e regiões ultramarinas nos últimos 14 dias. Os residentes de Hong Kong e os residentes não residentes de Hong Kong que cheguem da China continental, Macau ou Taiwan sem qualquer deslocação a países e regiões ultramarinas nos últimos 14 dias estarão sujeitos a uma quarentena obrigatória de 14 dias, com exceções às que chegam para atividades educativas e empresariais consideradas de interesse económico. Estas medidas manter-se-ão em vigor pelo menos até 7 de junho, enquanto a exigência de os viajantes declararem a sua saúde e o seu histórico de viagens permanecerá em vigor até 31 de agosto.
  • Todos os serviços de trânsito/transferência, incluindo o trânsito aéreo/transferência, o transporte terrestre transfronteiriço e a transferência de ferry transfronteiriço, estão suspensos para todos os passageiros do Aeroporto Internacional de Hong Kong.
  • Os residentes com histórico de viagens em Daegu e Gyeongsangbuk-do na Coreia do Sul, Irão, bem como nas regiões de Emilia-Romagna, Lombardia e Veneto, em Itália, nos últimos 14 dias, serão obrigados à entrada para permanecer num centro de quarentena durante 14 dias. Os residentes com histórico de viagens em qualquer outro local ultramarino nos 14 dias anteriores estarão sujeitos a uma quarentena obrigatória de 14 dias.
  • Todos os viajantes de entrada de todos os voos para Hong Kong são obrigados a apanhar um autocarro de transporte do Aeroporto Internacional de Hong Kong imediatamente para o centro de recolha temporária de amostras na AsiaWorld-Expo para recolher amostras de saliva de garganta profunda e submeter as amostras no local para realizar o teste COVID-19.
  • A proibição de reuniões públicas de mais de quatro pessoas foi imposta pelo Governo de Hong Kong até pelo menos 7 de maio.
  • A maioria das rotas entre Hong Kong e a China continental permanecem fechadas, deixando apenas o Aeroporto Internacional de Hong Kong (HKG), o posto de controlo da Baía de Shenzhen e a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau abertas. No entanto, apenas os veículos de matrícula dupla podem atravessar a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau; não há transportes públicos disponíveis. Os terminais de cruzeiro Kai Tak e Ocean também estão fechados.
  • Aos viajantes estrangeiros é negada a entrada em Macau. Residentes da China continental, Hong Kong e Taiwan com histórico de viagens no exterior nos últimos 14 dias foram proibidos de entrar. Entre os outros residentes da China continental, Hong Kong e Taiwan, aqueles com histórico de viagens para Hong Kong e Taiwan nos últimos 14 dias estão sujeitos a monitorização médica em locais designados, enquanto os de áreas selecionadas (Guangdong, Henan, províncias de Zhejiang, bem como Pequim, Chongqing e Xangai) estão sujeitos a controlos médicos de 6 a 8 horas. Os viajantes da província de Hubei e aqueles com histórico de viagens para a província de Hubei nos últimos 14 dias devem apresentar um atestado médico que comprove que estão livres de infeção COVID-19.
  • A todos os estrangeiros é negada a entrada em Taiwan. As exceções incluem cidadãos da República da China (ROC), pessoal diplomático, residentes permanentes (APRC), titulares de Certificado de Residência Alienígena (ARC) e empresários com licenças especiais. Os viajantes não serão autorizados a transitar por Taiwan até novo aviso.
  • Os viajantes autorizados a entrar em Taiwan estarão sujeitos a quarentena obrigatória de 14 dias em casa.
  • Os viajantes de entrada autorizados a entrar em Taiwan que tiveram histórico de viagens nos últimos 14 dias para o Sudeste Asiático, América ou Europa terão de completar a Declaração de Saúde COVID-19 e o Aviso de Quarentena Domiciliária e confirmar se a sua residência satisfaz os requisitos de quarentena domiciliária antes do embarque.

 

Restrições internas:

  • As estações ferroviárias e os aeroportos retomaram gradualmente as suas operações e a maioria das províncias retomou o seu transporte interprovincial de passageiros rodoviários. As restrições ao transporte público e ao movimento de automóveis privados foram levantadas na maioria das cidades.
  • As instalações de entretenimento e desporto também permanecem fechadas até pelo menos 7 de maio. Os restaurantes são obrigados a impor o distanciamento social e permitir que apenas um máximo de quatro pessoas se sentam numa mesa, embora a restrição para limitar a capacidade de assentos dos restaurantes a metade tenha sido levantada.
  • As autoridades vão aliviar parcialmente as medidas de distanciamento social a partir de 7 de maio, com algumas empresas e escolas a serem gradualmente retomadas. Os funcionários públicos regressarão aos locais de trabalho a partir de 4 de maio.
  • Macau: Aqueles que visitaram a China continental, Hong Kong ou Taiwan nos 14 dias anteriores podem entrar em Macau, mas têm de ser submetidos a 14 dias de observações médicas num local designado. Se não visitarem um país estrangeiro, Hong Kong ou Taiwan nos últimos 14 dias, terão de passar por um exame médico de 6 a 8 horas se vierem de uma região de elevado número de casos COVID-19 (Pequim, Chongqing, Guangdong, Henan, Xangai ou Zhejiang).
  • Os viajantes que tenham estado na província de Hubei nos 14 dias anteriores à chegada são obrigados a apresentar um atestado médico comprovativo de que estão livres de COVID-19.

 

Chipre

Restrições internacionais:

  • Os voos comerciais internacionais estão suspensos até pelo menos 28 de maio, com exceção dos voos de repatriamento para cidadãos cipriotas e estrangeiros. Os voos de carga estão a funcionar normalmente.
  • Na auto declarada "República Turca de Chipre do Norte" (TRNC), apenas os titulares de identificação da TRNC e os seus cônjuges e filhos - independentemente da sua nacionalidade - podem entrar no território.
  • Dentro da TRNC, todos os mecenas são obrigados a usar máscaras faciais quando estão fora durante o mês islâmico sagrado do Ramadã (24 de Abril- tentativa 23 de maio).
  • Todos os nacionais estão impedidos de entrar para fins turísticos até novo aviso, isenção a ser concedida aos residentes de Chipre, aos que trabalham na República, aos que frequentam estabelecimentos de ensino na República ou, com autorização prévia do Governo cipriota, têm obrigações profissionais inevitáveis.
  • Todos os indivíduos que entrarem em Chipre serão submetidos a rastreios COVID-19 e quarentena de 14 dias em instalações médicas designadas. O autoisolamento pode ser possível, com a aprovação do Ministério da Saúde.

 

Restrições internas:

  • Todos os movimentos desnecessários são proibidos com certas exceções. Todas as pessoas devem ter identificação e prova quanto ao propósito do seu movimento. Parques, parques infantis, espaços desportivos ao ar livre e áreas de encontro público serão encerrados ao público.
  • As restrições ao recolher obrigatório serão parcialmente descontraídas entre 4 de maio e as 22h00 e as 06h00 (hora local) até 21 de maio – altura em que todas as restrições de movimento serão levantadas.
  • TRNC - O toque de recolher está em vigor das 21h00 às 06h00. Os indivíduos só podem sair das suas residências por bens e serviços essenciais. Os trabalhadores do sector público, excluindo polícias, bombeiros, saúde, aviação civil, finanças e serviços semelhantes, foram colocados em licença administrativa. As empresas do sector privado estão fechadas, exceto as lojas essenciais. As farmácias só estarão abertas entre as 08h00 e as 13h00, embora as farmácias de permanência fiquem abertas até às 01h30.
  • Os hotéis suspenderam as operações até pelo menos 30 de abril.
  • O toque de recolher está em vigor às 21:00 e às 06:00 todas as noites.
  • A coima para quem desobedece à proibição de circulação duplicou para 300 euros.

 

Colômbia

Restrições internacionais:

  • Encerramento de fronteira para todos os viajantes estrangeiros até 30 de maio. Os cidadãos e residentes colombianos não serão autorizados a entrar ou a sair do país.
  • Todos os voos internacionais para a Colômbia estão suspensos até 30 de maio. Todos os viajantes, incluindo cidadãos colombianos e residentes permanentes, serão impedidos de entrar durante este período.

 

Condições e restrições internas:

  • Uma quarentena a nível nacional - na qual todos os residentes são convidados a permanecer em casa, exceto para fins essenciais - está em vigor até 11 de maio.
  • Os indivíduos com mais de 70 anos são convidados a permanecer em casa até 31 de maio.

 

Coreia do Norte

Restrições internacionais:

  • Fronteiras fechadas para todos os turistas estrangeiros.
  • Todos os estrangeiros foram libertados de uma quarentena de 30 dias.
  • A fronteira Entre a China e a Coreia do Norte (fronteira Dandong-Sinuiju) permanece fechada indefinidamente.

 

Restrições internas:

  • A emergência nacional COVID-19 foi prolongada até ao final do ano.

 

Coreia do Sul

Restrições internacionais:

  • Todos os vistos emitidos em ou antes de 5 de abril são invalidados.
  • Suspensão temporária da entrada sem visto para estrangeiros de países que impuseram restrições à entrada de cidadãos coreanos. Esta medida será aplicada aos países com proibição de entrada de cidadãos sul-coreanos, incluindo 56 países que assinaram um acordo de isenção de visto com a Coreia do Sul e 34 países autorizados a entrar na Coreia sem visto.
  • Todos os passageiros que chegarem à Coreia do Sul vindos do estrangeiro serão obrigados a passar por duas semanas de autoisolamento.

 

Restrições internas:

  • O nível de alerta COVID-19 do país manteve-se na RED (a mais alta numa escala de quatro níveis) desde 23 de fevereiro.
  • O país passou oficialmente de "distanciamento social" para "quarentena quotidiana" a partir de 6 de maio. As empresas podem retomar as instalações em fases e as reuniões são autorizadas a ocorrer, seguindo as orientações de desinfeção.
  • Mesmo sob "quarentena quotidiana", Daegu terá medidas mais rigorosas, como a obrigatoriedade de máscaras nos transportes públicos a partir de 13 de maio.
  •  

 

Costa Rica

Restrições internacionais:

  • Encerramento de fronteiras para todos os estrangeiros e não residentes até 15 de junho. As medidas não serão aplicadas aos cidadãos ou residentes da Costa Rica, ambos convidados a submeterem-se a uma quarentena de 14 dias ao regressarem do estrangeiro.
  • Os viajantes continuarão a poder atravessar os aeroportos da Costa Rica enquanto estão em vigor novas restrições.
  • Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país.
  • Os estrangeiros que saírem do país perderão o seu estatuto de imigração.

 

Condições e restrições internas:

  • A maioria das companhias aéreas que servem a Costa Rica estão a suspender ou limitar os seus voos.
  • Todos os parques nacionais estão fechados.
  • O recolher obrigatório para veículos está em vigor das 19h00 às 05h00 até, pelo menos, 15 de maio. Os veículos serão autorizados a transitar durante o dia, num horário diário, de acordo com o número da matrícula.
  • Os condutores que infringirem as restrições serão multados.
  • O transporte público funciona das 04h00 às 23h00 diárias.

 

Croácia

Restrições internacionais:

  • As passagens fronteiriças foram restringidas pelo menos até 18 de maio. Cidadãos e residentes croatas poderão regressar à Croácia. O regresso aos países de origem será concedido aos nacionais dos Estados-Membros da UE (Estados-Membros do Espaço Schengen e dos países Schengen e suas famílias) e aos nacionais de países terceiros residentes de longa duração ao abrigo das diretivas da UE, do direito nacional ou que detenham vistos nacionais de longa duração. Até ao final de 2020, os cidadãos do Reino Unido serão tratados da mesma forma que os cidadãos da UE.
  • O transporte de mercadorias é restrito às seguintes passagens fronteiriças: Bregana & Macelj (HR/SI), Gorican & Dubosevica (HR/HU), Gradiska, Samac & Nova Sela (HR/BA) e Bajakovo (RS).
  • Todos os voos do Aeroporto Internacional de Dubrovnik foram suspensos. Paralelamente, a Croatia Airlines está a reduzir consideravelmente a sua rede para apenas selecionar rotas a partir de Zagreb devido a limitações acrescidas à liberdade de circulação. No entanto, anunciou recentemente que retomará as operações no dia 11 de maio - mas o calendário de voos ainda não foi determinado.
  • Viajantes estrangeiros da província de Hubai (China); Distrito de Heinsberg (Alemanha); Irão; Itália; e a província de Cheongdo ou a cidade de Daegu (Coreia do Sul) serão isoladas durante 14 dias em instalações oficiais de quarentena do governo (em detrimento do viajante). Os cidadãos croatas que regressam serão ordenados a isolarem-se durante o mesmo período de tempo. No entanto, as autoridades apelaram aos croatas que residem no estrangeiro para não regressarem ao país.
  • Todos os viajantes que tenham história de viagem para a Áustria, Bahrein, China (além da província de Hubei), França, Alemanha (exceto distrito de Heinsberg), Japão, Malásia, Países Baixos, Singapura, Eslovénia, Coreia do Sul (além de Cheongdo e Daegu), Espanha, Suécia, Suíça ou Reino Unido estarão sujeitos ao autoisolamento durante 14 dias.
  • Os serviços de ferry de e para a Itália foram suspensos.

 

Restrições internas:

  • Existe a proibição de viagens intercidades e de tráfego veicular. A proibição não se aplica a movimentos essenciais, como o transporte de bens essenciais, a comunicação social, a deslocação a um emprego essencial que não pode ser feito a partir de casa, cuidados médicos de emergência e razões familiares vitais. Os detalhes podem ser encontrados neste link. Os isentos podem agora viajar sem a necessidade de um e-pass.

 

Cuba

Restrições internacionais:

  • Todas as fronteiras serão fechadas até novo aviso. Apenas cidadãos cubanos e residentes permanentes serão autorizados a entrar e devem ser submetidos a 14 dias de quarentena.
  • Os voos comerciais de entrada e saída foram suspensos.

 

Restrições internas:

  • Até agora, os governos locais têm implementado medidas de bloqueio numa base localidade-por-localidade. Por exemplo, Camilo Cienfuegos (província de Pinar del Rio) e a secção el Carmelo da capital Havana foram colocados em confinamento, com entrada e saída das áreas proibidas até novo aviso.
  • Todos os transportes públicos foram suspensos até novo aviso.

 

Dinamarca

Restrições internacionais:

  • As fronteiras estão fechadas. Os cidadãos, os cidadãos da UE com cartão de segurança social dinamarquês e os nacionais de países terceiros com autorização de residência dinamarquesa continuarão a poder entrar. Os não residentes de outras nacionalidades precisarão de uma razão válida para viajar em viagem à Dinamarca para poderem entrar.
  • Os controlos fronteiriços internos com outros membros do espaço Schengen permanecerão em vigor até 12 de novembro.
  • As restrições não se aplicam aos passageiros em trânsito ou em voos de ligação, e que podem fornecer/apresentar um bilhete válido para o seu próximo destino que deve ser não doméstico. Os passageiros suecos podem chegar à CPH se forem diretamente para a Suécia através de comboio ou de carro.
  • Os encerramentos fronteiriços afetarão um número significativo de rotas ferroviárias, aéreas e ferry. Só o transporte de mercadorias para a Dinamarca continuará.
  • Apenas três portos terrestres entre a Dinamarca e a Alemanha permanecerão operacionais: Frøslev, Kruså e Sæd.
  • As Ilhas Faroé proibiram a entrada de viajantes estrangeiros até pelo menos 10 de maio.

 

Restrições internas:

  • Eventos interiores com 100 ou mais participantes serão proibidos. Atualmente, existe ainda a proibição de ajuntamento de mais de dez pessoas só deverá manter-se em vigor até 10 de maio. Grandes reuniões de 500 pessoas ou mais serão proibidas até setembro.
  • Todos os voos internos comerciais estão suspensos.

  

Gronelândia

  • As viagens entre a Gronelândia e a Dinamarca reabriram a partir de 25 de abril. Tanto a Air Greenland  como a Air Iceland Connect  reabriram.
  • No entanto, as ligações internacionais permanecerão suspensas até 1 de junho, bem como a entrada de cidadãos de foreighn.

 

Egito

Restrições internacionais:

  • Os voos internacionais de passageiros estão suspensos. Voos de carga e voos domésticos não são afetados.
  • O Egito proibiu o Qatar de entrar no país depois de o Qatar ter proibido os cidadãos egípcios de entrarem no Estado do Golfo.
  • A EgyptAir suspendeu os seus voos diários para o Kuwait; os voos para Cartum (Sudão) estão suspensos até novo aviso.
  • As pessoas que estiveram no Bahrein, China (Hong Kong e Macau SARs), França, Alemanha, Irão, Iraque, Itália, Japão, Kuwait, Malásia, Singapura, Coreia do Sul, Espanha, Suíça, Tailândia ou Vietname serão examinadas durante um período de 14 dias.
  • Todos os cidadãos que regressam têm de assinar um reconhecimento concordando em passar por quarentena obrigatória antes de poderem embarcar em voos para casa. Ficarão em quarentena em hotéis a custos próprios durante 28 dias, mas não precisam de pagar as despesas médicas.

 

Restrições internas:

  • O toque de recolher noturno está em vigor das 21h00 às 06h00 (hora local) até novo aviso. Todos os transportes públicos estão fechados durante o toque de recolher.
  • Todas as lojas e lojas de retalho permanecem abertas (incluindo durante os fins de semana), embora sejam obrigadas a fechar às 17h00.
  • O estado de emergência foi prorrogado no dia 28 de abril por pelo menos três meses.
  • O recolher obrigatório foi também anunciado em algumas zonas da província do Sinai norte das 19h00 às 06h00, com exceção à capital da província de Al-Arish, onde o tempo de recolher obrigatório noturno é de 01:00-05.00.

 

El Salvador

Restrições de entrada:

  • Todos os estrangeiros estão impedidos de entrar no país até novo aviso. Residentes permanentes e diplomatas acreditados ficarão isentos desta proibição de viagem.
  • Os cidadãos e diplomatas salvadorenhos que chegam ao país serão submetidos a uma quarentena obrigatória numa base militar durante 30 dias.
  • O Aeroporto Internacional de El Salvador Saint Oscar Arnulfo Romero y Galdamez (SAL) permanecerá fechado a aeronaves de passageiros até novo aviso. O aeroporto continuará a permitir a entrada e partida de voos humanitários e de carga. O aeroporto instalou câmaras de imagem térmica para detetar as temperaturas dos viajantes.
  • As pessoas que atravessam o país ainda são permitidas.
  • Soldados foram destacados para 142 pontos de entrada não oficiais em El Salvador, qualquer um que tente entrar será preso.

 

Restrições de saída:

  • Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país.

 

Condições e restrições internas:

  • O estado de emergência em El Salvador expira no dia 22 de maio.
  • O governo salvadorenho prolongou o bloqueio nacional até 22 de maio.
  • Durante este período, apenas uma pessoa por agregado familiar pode deixar as suas casas duas vezes por semana para fins essenciais, de acordo com o último número da sua identificação. Os trabalhadores considerados essenciais estão isentos destas leis.
  • Só bancos, farmácias e supermercados podem estar abertos a serviços. Os restaurantes só podem ter a opção de entrega de alimentos; São proibidos os serviços de take-out ou jantar.
  • É proibida a viagem entre municípios.
  • Quebrar a quarentena pode resultar na apreensão do veículo. Além disso, as pessoas que violarem a quarentena serão submetidas a um exame médico e, se forem consideradas "suspeitas de caso de COVID-19", serão submetidas a uma quarentena de 15dias num centro de contenção.

 

Emirados Árabes Unidos

Restrições internacionais:

  • Todo o tráfego aéreo internacional permanece suspenso até novo aviso; a proibição aplica-se igualmente aos voos de trânsito via Abu Dhabi e Dubai. No entanto, a transportadora nacional Etihad e as companhias aéreas sediadas no Dubai, a Emirates e a FlyDubai, operam um número limitado de voos de saída.
  •  

Restrições à entrada

  • As autoridades aplicaram restrições à entrada de cidadãos não americanos, incluindo cidadãos estrangeiros que detêm vistos de residência válidos que estavam atualmente fora do país e cidadãos do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG). Embora os relatórios dos meios de comunicação locais indiquem que foram feitas algumas exceções caso a caso desde a entrada em vigor das restrições, o Ministério dos Negócios Estrangeiros e cooperação internacional dos Emirados Externos solicitou a esses indivíduos que tomassem as seguintes medidas:
    • Os viajantes que se encontram atualmente no seu país de origem devem contactar a missão diplomática dos Emirados E.U.A. no seu respetivo país para obter o apoio necessário e para simplificar o seu regresso aos Emirados E.U.A.
    • Os viajantes que estão atualmente fora dos Emirados Externos para empresas devem contactar os seus empregadores nos Emirados Externos, bem como a missão diplomática dos Emirados Externos nos seus países de acolhimento para obter o apoio necessário e facilitar o seu regresso aos Emirados Unidos.
    • Os viajantes que estão de férias devem contactar a missão diplomática dos Emirados UAE nos seus países de acolhimento, para obter o apoio necessário para facilitar o seu regresso aos Emirados E.U.A.
  • As autoridades do aeroporto de Abu Dhabi disseram que todos os voos estão a operar através do Terminal 1 da instalação até novo aviso.

 

Suspensões de voo

  • A companhia aérea sediada no Dubai, a Emirates, opera voos limitados de passageiros para a Austrália, Canadá, Hong Kong (China SAR), Japão, Malásia, Filipinas, Singapura, África do Sul, Coreia do Sul, Suíça, Tailândia, Reino Unido e EUA.
  • A transportadora sediada no Dubai, FlyDubai, e a Etihad Airways, sediada em Abu Dhabi, também suspenderam ou modificaram as rotas de e para os aeroportos dos Emirados Angeles.
  • O Etihad e a Emirates reiniciaram um número limitado de voos para um número restrito de destinos. Um número limitado de voos de saída estão a operar para repatriar os cidadãos dos Emirados UA E.

 

Outras medidas

  • Os indivíduos são obrigados a usar máscaras e observar o distanciamento social quando em público. As infrações são puníveis através de ações judiciais.
  • As autoridades já tinham fechado praias, cinemas, parques públicos e piscinas até novo aviso - isto permanece no local.
  • Qualquer cidadão/residente que beneficie de voo de repatriamento observará uma quarentena domiciliária obrigatória de 14 dias.

 

Equador

Restrições de entrada:

  • As restrições de entrada estão em vigor até pelo menos 31 de maio. As fronteiras aéreas, terrestres e marítimas estão fechadas. A entrada é proibida a todos os viajantes, incluindo cidadãos equatorianos e residentes.

 

Restrições de saída:

  • Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país, mas a disponibilidade de voo é limitada.

 

Condições e restrições internas:

  • Os voos domésticos e as viagens inter-regionais estão suspensos até 31 de maio.
  • Todos os indivíduos são obrigados a usar máscaras em público.
  • Todas as pessoas são obrigadas a usar máscaras faciais quando em público até novo aviso.
  • Reuniões públicas e eventos estão suspensos até ao final de maio.

 

Eslováquia

Restrições internacionais:

  • A Eslováquia encontra-se em estado de emergência e as fronteiras com todos os países vizinhos estão fechadas até novo aviso. A proibição de voos internacionais de entrada está em vigor até pelo menos 14 de maio. Todo o tráfego internacional de autocarros e ferroviários foi suspenso. Apenas cidadãos eslovacos e residentes permanentes são autorizados a entrar no país e são obrigados a entrar numa quarentena de 14 dias.
  • Qualquer pessoa que entre na Eslováquia é obrigada a isolar-se em instalações estatais designadas pelo tempo necessário para realizar um teste COVID-19. Após um resultado negativo, estas pessoas devem isolar-se em casa durante um total de 14 dias.
  • Os seguintes pontos fronteiriços com os países vizinhos reabriram apenas para a passagem de cidadãos e residentes eslovacos:
  • Áustria: Bratislava-Jarovce-Kittsee (estrada e Estrada Velha; Bratislava-Petrzalka-Berg; Moravsky Svaty jan
  • República Checa: Brodské - Břeclav (diaṛnica Drietomá - Starý Hrozenkov); Svrčinovec - Mosty u Jablunkov; Makov - Bila - Bumbalka; Horne Srnie - Brumov Bylnice; Drietoma - Stary Hrozenkov; Moravske Lieskove - Strani; Lysa pod Makytou - Strelna; Vrbovce - Velka nad Velická; Holic - Hodonin; Skalica - Sudomerice (nova estrada)
  • Polónia: Vysný Komárnik-Barwinek; Apanhador de Junco
  • Hungria: Bratislava Čunovo - Rajka (autoestrada); Medvedov - Vamosszabadi; Šahy - Parassapusta; Milhosė - Towering Némethy (R4 express dual-carriageway); Komárno - Komárom; Sturovo - Esztergom; Slovenske Darmoty - Balassagyarmat; Siatorska Bukovinka - Salgotarjan; Kral - Banreve; Slovenske Nove Mesto - Satoraljaujhely (passagem fronteiriça)
  • Ucrânia: Vysné German-Uzhhorod; Ubṛa-Maly Bereznyj

 

  • Os controlos fronteiriços com a Áustria, a República Checa, a Hungria e a Polónia (todos do espaço Schengen) estão em vigor até pelo menos 7 de maio.

 

Restrições internas:

  • Os compradores são obrigados a tapar a boca e o nariz ao entrarem num supermercado.

 

Eslovénia

Restrições internacionais:

  • A Eslovénia está a impor controlos sanitários nas fronteiras terrestres com a Itália e a Áustria. Os viajantes que não sejam cidadãos eslovenos nem residentes e que não possam fornecer um certificado que demonstre mato negativo para o coronavírus durante os três dias anteriores podem ser impedidos de entrar no país se apresentarem sintomas. Foram introduzidos controlos sanitários na fronteira com a Áustria. Os viajantes que atravessam a fronteira para a Eslovénia terão de apresentar um atestado médico comprovativo de que deram negativo para covid-19 nos últimos três dias; na ausência de um certificado, os indivíduos que não mostrem sinais de febre serão autorizados a entrar. Os cidadãos eslovenos e os residentes estrangeiros ficarão isentos das medidas.
  • O tráfego de comboios de passageiros entre a Itália e a Eslovénia e a Áustria foi suspenso. Ainda é possível entrar na Eslovénia da Croácia e da Hungria. (A fronteira húngara está fechada a viajantes estrangeiros que queiram sair da Eslovénia). 
  • Os aeroportos da Eslovénia estão fechados para voos comerciais de passageiros. Os voos para destinos da UE estão suspensos até 12 de maio e os voos para destinos fora da UE são proibidos até novo aviso. A proibição não se aplica aos aviões que transportem carga/correio, aos que realizam transportes especiais sem passageiros, voos de ferry, aeronaves estrangeiras ou helicópteros em missões humanitárias ou de saúde.
  • Os indivíduos que entram na Eslovénia são obrigados a isolar-se durante sete dias.

 

Restrições internas:

  • São permitidas deslocações por razões de trabalho ou movimentos para emergências de saúde. Também é proibido o acesso a locais públicos.
  • Proibição indefinida de reuniões.
  • Os transportes públicos, incluindo os serviços ferroviários e de autocarros intermunicipais, cessaram as suas operações. Táxis para transporte urgente operam.
  • Os cidadãos devem usar uma máscara facial quando estão dentro.

 

Espanha

Restrições internacionais:

  • A entrada em Espanha está limitada a cidadãos espanhóis, residentes permanentes, trabalhadores transfronteiriços, cuidados de saúde e profissionais de cuidados de saúde idosos, transporte de pessoal de mercadorias, pessoal diplomático, nacionais e residentes de uma União Europeia ou de um Estado-Membro de Schengen que se dirijam diretamente ao seu local de residência e trabalhadores essenciais, como trabalhadores agrícolas sazonais e detentores de vistos de longa duração emitidos por um Estado membro da União Europeia ou de Schengen que se deslocam ao país que emitiu o visto até pelo menos 15 Em maio.
  • O Aeroporto de Alicante-Elche cessou todas as operações comerciais de voo. Serão concedidas exceções aos aviões de carga, ambulâncias, emergências e passageiros que tenham autorização especial.
  • Estão abertas as passagens fronteiriças de Gibraltar e Andorra e as cidades de exclave norte-africanas da Espanha, incluindo Ceuta e Melilla. No entanto, as viagens transfronteiriças estão ao critério das autoridades fronteiriças e os viajantes são aconselhados a contactar as autoridades locais para obter mais informações.

 

Restrições internas:

  • O Parlamento aprovou o alargamento do "estado de alarme" até às 00h00 do dia 10 de maio. Isto dá ao governo poderes de emergência para impor limitações ao movimento e impor outras medidas extraordinárias.

 

Estados Unidos

Restrições internacionais:

  • Os cidadãos norte-americanos poderão regressar após o "rastreio adequado". Os que regressam da província chinesa de Hubei estão sujeitos a uma quarentena obrigatória de 14 dias.
  • A entrada é suspensa até novo aviso para os nacionais não americanos que tenham estado nas seguintes regiões nos 14 dias anteriores:
  • China continental.
  • Irão.
  • O Espaço Schengen da Europa, incluindo Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Noruega, Polónia, Portugal, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Suécia e Suíça.
  • Reino Unido e Irlanda.
  • Residentes permanentes dos EUA, familiares imediatos de cidadãos americanos e viajantes em vistos A-1, A-2, C-2, C-3, E-1, G-1, G-2, G-3, G-4, NATO-1 através da NATO-4 e na NATO-6 estão isentos de restrições regionais e serão autorizados a regressar.
  • Todos os viajantes internacionais autorizados a entrar devem esperar medidas de rastreio reforçadas e serão convidados a quarentena durante 14 dias após o seu regresso.
  • As fronteiras terrestres com o Canadá e o México permanecerão fechadas a viagens não essenciais até 20 de maio. As viagens essenciais podem continuar.

 

Restrições internas:

  • Todos os 50 estados norte-americanos, bem como Porto Rico (EUA), as Ilhas Virgens Americanas (EUA) e Washington (DC) declararam o estado de emergência ou emergência de saúde pública como resultado da pandemia COVID-19. Muitos fecharam empresas não essenciais e emitiram ordens de "permanência em casa", que proíbem todos os movimentos não essenciais dentro das suas fronteiras. A maioria enviou pessoal da Guarda Nacional para ajudar os socorristas de emergência.
  • Alguns estados ordenaram quarentenas para viajantes que chegam de outras partes dos EUA. Os viajantes não conformes podem enfrentar grandes multas ou encarceramentos.

 

Uma quarentena de 14 dias é solicitada para visitantes e residentes que chegam de áreas que experimentam uma elevada quantidade de casos covid-19.

 

Estónia

Restrições internacionais:

  • A Estónia reintroduziu controlos fronteiriços temporários com todos os países vizinhos do espaço Schengen, que permanecerão em vigor até 17 de maio. Os únicos viajantes que serão autorizados a entrar serão: cidadãos da Estónia, titulares de uma autorização de residência estónia ou direito de residência, incluindo os chamados titulares de passaportes cinzentos, bem como cidadãos estrangeiros cujos familiares vivem na Estónia. Os estrangeiros serão autorizados a transitar a Estónia a caminho do seu país de origem se não mostrarem sintomas de COVID-19. Não será imposta nenhuma proibição de saída.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor até 17 de maio.
  • Todas as reuniões públicas serão proibidas até 17 de maio.
  • Museus, salas de cinema, centros comerciais permanecerão fechados até novo aviso.
  • Uma distância de dois metros deve ser mantida entre as pessoas em locais públicos.
  • São proibidas reuniões de mais de duas pessoas; a proibição não se aplica às pessoas que vivem no mesmo agregado familiar.

 

Fiji

Restrições internacionais:

  • O Aeroporto de Nadi está fechado a todas as viagens programadas de passageiros.
  • O trânsito através das Fiji é proibido até novo aviso.
  • Todas as viagens de passageiros para as ilhas exteriores cessaram.
  • Todos os cidadãos estrangeiros que tenham visitado ou transitado através da China continental, irão, Coreia do Sul, EUA e toda a Europa, incluindo o Reino Unido, no prazo de 14 dias antes da chegada, serão impedidos de entrar. Todos os navios de cruzeiro estão proibidos de entrar no país. Os nacionais que regressam são obrigados a ser submetidos a uma quarentena durante 28 dias.
  • A transportadora nacional Fiji Airways suspendeu todos os voos domésticos; apenas os voos Fiji Link operam em frequência reduzida entre Nadi e Suva.
  • Os navios de cruzeiro estão proibidos de entrar.

 

Restrições internas:

  • O toque de recolher a nível nacional funciona das 22:00 às 05:00.
  • Os bloqueios da Grande Lautoka (divisão ocidental) e suva (divisão central) foram levantados, embora o recolher obrigatório em todo o país permaneça em vigor. As escolas nas Fiji vão permanecer fechadas até 12 de junho. As companhias aéreas Fiji Link retomaram os serviços domésticos limitados entre Nadi e Suva.
  • Reuniões de mais de 20 pessoas estão proibidas.

Filipinas

Restrições internacionais:

  • Os voos internacionais de entrada estão temporariamente suspensos até pelo menos 9 de maio. As isenções incluem emergências durante voos de carga, ambulâncias aéreas e voos de fornecimento médico, voos de mitigação meteorológica, voos de manutenção, bem como voos de repatriamento.
  • Os voos de saída ainda estão disponíveis mediante aprovação do CAAP.
  • A emissão de vistos e serviços de entrada sem visto para todos os viajantes estrangeiros está suspensa. Os vistos anteriormente emitidos a viajantes estrangeiros foram cancelados. Os vistos emitidos a cônjuges estrangeiros e filhos de cidadãos filipinos, bem como funcionários do Governo estrangeiro e da Organização Internacional, continuam válidos.
  • Os estrangeiros estão temporariamente impedidos de entrar nas Filipinas. Isto inclui estrangeiros ao abrigo de acordos de isenção de visto, vistos especiais, Ordem Executiva n.º 408, titulares de Hong Kong (RAE), Macau (RAE) e passaportes nacionais britânicos ultramarinos e vistos de imigrantes e não imigrantes. Serão concedidas isenções a trabalhadores filipinos estrangeiros, titulares de passaportes filipinos e cônjuges estrangeiros de cidadãos filipinos, bem como a tripulantes estrangeiros.
  •  
  • Os portos continuarão abertos a navios de carga, não será permitido embarcar e desembarcar a tripulação.

 

Restrições internas:

 

  • Os voos comerciais domésticos de passageiros em Luzon e Cebu estão suspensos.
  • O estatuto das medidas de quarentena implementadas em várias províncias acima referidas será reavaliado no dia 30 de abril.

 

Finlândia

Restrições internacionais:

  • As viagens aéreas estão suspensas, embora os estrangeiros possam deixar o país. Todas as fronteiras estão encerradas até 14 de junho. Os cidadãos e residentes finlandeses retornados devem permanecer em quarentena durante 14 dias. Todas as fronteiras terrestres, marítimas e aéreas foram encerradas. No entanto, o aeroporto de Helsínquia-Vantaa  e o aeroporto de Mariehamn  ainda operam algumas ligações internacionais aprovadas. O tráfego de carga não é afetado pelas restrições. Os cidadãos da UE e os residentes da UE poderão regressar ao seu país de origem através da Finlândia.
  • Todos os serviços de ferry para a Estónia, Alemanha e Suécia estão suspensos e permanecerão assim até pelo menos 31 de maio.
  • Entrada na Finlândia:
    • A entrada é permitida para os cidadãos finlandeses e seus familiares, nacionais de outros países membros da UE e Schengen que residem na Finlândia com os seus familiares e nacionais de países terceiros com autorização de residência finlandesa.
    • É permitido o trânsito para os nacionais da UE e de Schengen, os nacionais de países terceiros residentes noutro país da UE ou de Schengen com autorização de residência.
    • Isentos da proibição estão: profissionais de saúde e de emergência, diplomatas, pessoal de organizações internacionais, militares e trabalhadores da ajuda humanitária, pessoal comercial e de transportes, trabalhadores transfronteiriços com a Noruega e a Suécia, desde que disponham de um certificado do seu empregador que prove que o seu trabalho é essencial.
  • Os viajantes que chegam ao país são aconselhados a ficar longe do trabalho, da escola ou da creche durante 14 dias.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor até 01 de junho.
  • Trabalhadores transfronteiriços: Será permitida a viagem essencial ao trabalho e a outros tráfegos necessários. Os trabalhadores que atravessam a fronteira devem ter um certificado do seu empregador indicando que o trabalho é essencial.
  • Reuniões de mais de dez pessoas estão proibidas.
  • Todos os restaurantes e bares permanecerão fechados até 31 de maio.

 

França

Restrições internacionais:

  • Os cidadãos franceses, residentes permanentes e nacionais do espaço UE/Schengen e os países assimilados (Andorra, Islândia, Liechtenstein, Mónaco, Noruega, São Marino, Suíça, Santa Sé e Reino Unido) estão autorizados a entrar no país apenas por razões específicas abaixo até 15 junho:
    • As pessoas que têm a sua residência principal em França, e os seus cônjuges e filhos; Pessoas em trânsito através da França para a sua residência, e seus cônjuges e filhos; Profissionais de saúde para efeitos de combate ao COVID-19; transportadores de mercadorias, incluindo marinheiros; tripulações e pessoal que operam voos de passageiros e carga, ou que viajem como passageiros para chegar à sua base de partida; Pessoal de missões diplomáticas e consulares, bem como de organizações internacionais sediadas ou com um escritório em França, com uma autorização especial de residência ou um visto D "carte PROMAE"; trabalhadores transfronteiriços nas fronteiras internas. Os detalhes estão disponíveis no site do governo.
  • Os controlos fronteiriços terrestres foram postos em prática até 30 de outubro. O preenchimento de um certificado de viagem internacional para a FRANÇA CONTINENTAL é obrigatório e pode ser descarregado em francês ou inglês aqui.
  • Embora as restrições internas sejam gradualmente facilitadas a partir de 11 de maio, a restrição de entrada de cidadãos não comunitários permanecerá em vigor para além desta data.
  • Na sequência do prolongamento do estado de emergência, as autoridades anunciaram que todos os viajantes que não forem do espaço Reino Unido/Schengen/União Europeia enfrentariam uma quarentena obrigatória de 14 dias e um possível isolamento quando entrassem no país nos próximos meses. Ainda estão a surgir mais detalhes.
  • Serviços Eurostar: enquanto os comboios continuam a operar de França para o Reino Unido e Bélgica, fazem-no com uma capacidade reduzida. De acordo com os representantes da empresa, desde 4 de maio, os passageiros devem usar uma máscara facial ou qualquer outro tipo de revestimento facial nas estações e a bordo.

 

Restrições internas:

  • Foi declarada uma emergência de nível três (numa escala de três níveis) que permite restrições e medidas adicionais para travar a propagação do COVID-19. Apenas viagens essenciais são permitidas em todo o país até 11 de maio. A violação destas regras pode resultar em multas. Os indivíduos que planeiam viajar terão de fornecer um certificado obrigatório para justificar qualquer movimento disponível no site do Ministério do Interior em formatos imprimíveis e digitais.
  • Usar uma máscara facial é obrigatório em Bordeaux, Cannes, Mandelieu-la-Napoule, Nice e Sceaux.
  • Enquanto a maioria dos aeroportos permanece aberto, vários grandes aeroportos estão fechados. Paris Charles de Gaulle (CDG) permanecerá aberta até novo aviso. O Aeroporto de Paris-Beauvais (BVA) anunciou a suspensão de todos os voos comerciais até novo aviso. O Aeroporto de Paris Orly (ORY) está fechado até novo aviso. (Link))
  • Os serviços interurbanos de aviões, comboios e autocarros foram reduzidos.
  • Os voos para as regiões de Guadalupe, Guyane, La Reéunion, Martinica e Mayotte, Saint Barthelemy e San Martin foram reduzidos até 11 de maio.
  • Os viajantes que chegam a La Reunion devem ficar de quarentena durante 14 dias.
  • Não são permitidos navios de cruzeiro/passageiros com mais de 100 pessoas nas águas territoriais das ilhas francesas.

Gâmbia

Restrições internacionais:

  • As fronteiras terrestres com o Senegal fecharam (com exceção dos fornecimentos essenciais e do pessoal de segurança) e as autoridades suspenderam todos os voos. Carga e voos médicos estão isentos desta medida.
  • Todos os viajantes originários de um país com casos COVID-19 confirmados terão de ser submetidos a uma quarentena obrigatória durante 14 dias numa das instalações designadas pelos Governos.
  •  

Restrições internas:

  • Todas as reuniões públicas, incluindo conferências internacionais e locais, foram suspensas. Todas as escolas e universidades, bem como locais de entretenimento, foram encerrados.
  • O estado de emergência foi declarado e vai durar pelo menos até 17 de maio, o que resultou em:
  • Encerramento de todos os mercados alimentares não essenciais, madrassas, locais de culto, majilis e daras.
  • Um máximo de dez pessoas podem assistir a casamentos, batizados, funerais e todos os outros encontros sociais.
  • Todos os transportes públicos transportarão apenas metade do número total de passageiros autorizados a transportar por lei.

 

Gana

Restrições internacionais:

  • Há restrições nas fronteiras terrestres e marítimas até pelo menos 31 de maio. A medida não se aplica ao transporte de mercadorias, mantimentos e carga para o Gana. As viagens internacionais através de voos comerciais continuam suspensas.

Restrições internas:

  • Máscaras faciais são obrigatórias na maioria dos locais públicos ao ar livre.
  • A suspensão de todos os encontros públicos, tanto privados como empresariais (incluindo conferências, workshops, funerais, festivais, comícios políticos, eventos desportivos, atividades religiosas) permanece em vigor pelo menos até 11 de maio.
  • Os operadores de transportes públicos são obrigados a limitar o número de passageiros e a impor protocolos de distanciamento social e de higiene a bordo.
  • Todas as escolas devem permanecer fechadas até novo aviso.
  • As praias estão fechadas e serão patrulhadas pela polícia para impor restrições.

 

Geórgia

Restrições internacionais:

  • Todos os voos comerciais, tanto de entrada como de saída, estão suspensos indefinidamente até novo aviso. Serão feitas exceções ao abrigo do mandato do governo através da transportadora de bandeira Georgian Airways; vários voos de repatriamento serão realizados.
  • O movimento terrestre de cidadãos entre a Geórgia e a Rússia está temporariamente suspenso, com exceção dos cidadãos georgianos e russos que desejem regressar a casa, bem como do tráfego de mercadorias.
  • O Aeroporto Internacional batumi (BUS) e David, o Construtor Kutaisi International Airport (KUT) foram encerrados até novo aviso.
  • A circulação de cidadãos através da fronteira de Sarp entre a Geórgia e a Turquia está temporariamente suspensa para todas as nacionalidades.
  • A circulação de cidadãos entre a Arménia, o Azerbaijão e a Geórgia é suspensa até novo aviso; o encerramento da fronteira entre o Azerbaijão e a Geórgia é prorrogado até 22 de maio.
  • Os cidadãos georgianos serão obrigados a submeter-se a uma quarentena de 14 dias quando regressarem da Áustria, China, Dinamarca, França, Alemanha, Irão, Itália, Noruega, Coreia do Sul, Espanha ou Suíça.

 

Restrições domésticas:

O recolher obrigatório está em vigor entre as 21:00 e as 06:00.

  • Embora a circulação intra-cidade por veículos seja novamente permitida, a maior parte das viagens intermunicipais continua proibida. O tráfego de e para cidades de Batumi e Kutaisi reabriu desde 5 de maio. As restrições permanecerão em vigor na capital Tbilisi e Rustavi (região de Kvemo Kartli).

 

Gibraltar

Restrições internacionais:

  • Não existem restrições ou proibições de viajar de/para Gibraltar. As operações aeroportuárias continuam funcionais. No entanto, as autoridades locais aconselharam a evitar a travessia de La Verja – La Linea de la Concepcion (Cádiz, Espanha continental) a pé ou veículo devido ao estado de emergência atualmente em vigor em Espanha.
  •  

Restrições internas:

  • Está no lugar um bloqueio. Só os serviços essenciais permanecerão abertos. Os residentes podem sair do seu alojamento por razões essenciais, incluindo chegar ao seu local de trabalho e fazer exercício.
  • Todas as atividades públicas foram encerradas, bem como bares e restaurantes (a entrega ao domicílio continua a ser uma opção). As escolas continuam abertas. Adultos com mais de 70 anos foram aconselhados a minimizar os movimentos.

 

Grécia

Restrições internacionais:

  • Todos os viajantes estão sujeitos a uma quarentena de 14 dias à chegada ao país.
  • As fronteiras da Grécia e os serviços de ferry com a Albânia, a Itália e a Macedónia do Norte estão fechados, com exceção do comércio e das pessoas de nacionalidade grega ou dos residentes na Grécia.
  • A Grécia proibiu a atracação de navios de cruzeiro e veleiros internacionais em portos gregos.
  • Os voos de/para a Alemanha, Itália, Países Baixos, Espanha, Turquia e Reino Unido estão suspensos até 15 de maio. No entanto, os voos de/para a Alemanha a partir do Aeroporto Internacional de Atenas (ATH) continuarão a funcionar. Os voos de carga, humanitários e de repatriamento estão também isentos da medida.
  • Os viajantes que cheguem de países terceiros só poderão entrar na Grécia pelo menos a 15 de maio. As exceções incluem os profissionais de saúde; aqueles com visto de longo prazo num país europeu e shengen; aqueles que obtiveram uma autorização de viagem de um consulado grego; pessoal governamental, diplomático, militar e humanitário; e tripulações de aviões.

 

Restrições internas:

  • O bloqueio do país terminou no dia 4 de maio. Agora é possível que as pessoas abandonem as suas casas sem a necessidade de autorização.
  • O uso de máscaras é agora obrigatório em trânsito público, táxis, elevadores e centros de saúde. O Estado também recomenda vivamente o uso de uma máscara em todas as áreas, mas não é obrigatório.
  • A violação das restrições é punível com coimas entre 150 e 5000 Euros.
  • Apenas os residentes locais podem embarcar ferries para as ilhas. Os navios que detêm disposições essenciais estão isentos da proibição. Barcos de recreio no mar devem atracar permanentemente.
  • Ilhas do Mar Egeu/Ilha de Lesbos: Restrições adicionais permanecem em vigor até novo aviso nos campos de migrantes nas ilhas gregas. Não são permitidos voluntários nos campos e as aulas escolares para crianças migrantes foram suspensas. A entrada só será permitida ao pessoal e haverá uma verificação obrigatória da temperatura para os recém-chegados. Para atualizações regulares, o ministério publicará atualizações e instruções para/para os residentes dos cinco campos insulares duas vezes por dia em árabe, inglês, farsi, francês e grego.
  • Campos de migrantes em Ritsona e Malakasa foram colocados sob isolamento sanitário total. Ninguém pode sair ou entrar no campo. Forças de segurança adicionais foram destacadas.

 

Guiné

Restrições internacionais:

  • Todas as viagens de ida e de saída não essenciais para países com mais de 50 casos covid-19 confirmados, com exceção do frete, foram suspensas até novas datas.
  • Os voos de carga e humanitários continuarão a funcionar normalmente.
  • As fronteiras terrestres estão fechadas.

 

Restrições internas:

  • A saída da capital Conakry foi proibida. A entrada na cidade não é afetada.
  • O estado de emergência foi prorrogado pelo menos até 15 de maio.
  • O toque de recolher noturno está em vigor das 21:00 às 05:00.
  • Todas as viagens internas são proibidas, exceto em circunstâncias excecionais.
  • Instalações não essenciais, como locais de culto e escolas, foram encerradas, enquanto que os ajuntamentos de mais de 20 pessoas foram proibidos e os transportes públicos em Conakry foram reduzidos. Isto desencadeou uma greve na rede de transportes públicos para denunciar esta decisão.
  • O uso de máscaras faciais em público é obrigatório em todo o país.
  • Todos os casos suspeitos de COVID-19 são enviados para um dos quatro laboratórios do país disponíveis para testes COVID-19. As pessoas são obrigadas a ficar nos laboratórios até que o resultado do teste volte.

 

Guiné-Bissau

Restrições internacionais:

  • As fronteiras terrestres e marítimas do país estão fechadas e todos os voos internacionais estão suspensos até novo aviso.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência em curso foi prorrogado até às 00:00 do dia 26 de maio; os movimentos são restritos aos essenciais, enquanto os cidadãos são convidados a ficar em casa.
  • Escolas, restaurantes/bares e lojas não essenciais estão fechadas até novo aviso. A circulação e o comércio de mercadorias só estão limitados das 07h00 às 11h00.
  • Os transportes públicos em todo o país foram suspensos.

 

 

Hungria

Restrições internacionais:

  • Apenas os cidadãos húngaros e os nacionais do espaço UE/Schengen que detenham um cartão de residência permanente ou um certificado de registo e cartão de endereço podem entrar no país.
  • Todos os cidadãos estrangeiros estão impedidos de entrar no país - exceto os passageiros que podem atravessar a fronteira em três postos de controlo fronteiriços específicos com a Sérvia. O aeroporto de Budapeste continua aberto e todos são livres para partir. As medidas não se aplicam aos cidadãos húngaros.
  • Todos os indivíduos que entram na Hungria são obrigados a submeter-se a um exame médico na fronteira para verificar se há sinais de infeção COVID-19. Os indivíduos suspeitos de infeção serão colocados em quarentena oficialmente designado por 14 dias. Se não houver suspeita de infeção, os indivíduos continuarão a ser obrigados a ficar em quarentena em casa durante 14 dias. O governo fechou as suas fronteiras terrestres com a Áustria e a Eslovénia, fechou todas as escolas e impôs restrições às reuniões públicas.
  • As fronteiras com a Sérvia reabriram apenas para os trabalhadores dos transportes.

 

Restrições internas:

  • Outros aspetos do bloqueio indefinido a nível nacional ainda estão em vigor. As autoridades revêm a necessidade de alargar as medidas de bloqueio todas as quartas-feiras. As pessoas podem sair das suas casas para trabalhar, comprar mantimentos essenciais, por razões físicas e de saúde.
  • Eventos em massa são proibidos até pelo menos 15 de agosto.
  • O uso de máscaras faciais em público, lojas, táxis e transportes públicos continuará a ser obrigatório.

 

Índia

Restrições internacionais:

  • A partir de 7 de maio, 15.000 cidadãos indianos do estrangeiro serão evacuados para a Índia. Como não há testes COVID-19 para eles, serão obrigados a submeter-se a 14 dias de quarentena nas instalações governamentais.
  • Todos os voos comerciais internacionais estão suspensos até 17 de maio.
  • Todos os viajantes que chegam, incluindo cidadãos indianos, estão proibidos de entrar no país através de portos aéreos, marítimos, terrestres, ferroviários e fluviais. Os veículos/comboios que transportam mercadorias e material essencial estão isentos, juntamente com a tripulação, o condutor, o ajudante, o limpador, etc. que estejam sujeitos a rastreio à entrada.
  • Os vistos de todos os países estão suspensos até 17 de maio. O mecanismo de isenção de visto para os titulares de cartões de cidadania ultramarina da Índia (OCI) está suspenso até 17 de maio. Os vistos e a validade do OCI permanecem válidos para os já na Índia. Os viajantes que detenham vistos diplomáticos, oficiais, das Nações Unidas, do emprego e dos vistos de projeto estão isentos.
  • O Governo indiano anunciou que é possível alargar os procedimentos de visto gratuito online para cidadãos estrangeiros que permanecem na Índia, cujos vistos expiram entre 1 de fevereiro e 3 de maio. Aqueles que desejem solicitar tal extensão devem enviar um e-mail ao Respetivo Serviço de Registo Estrangeiro listado no seu website..

 

Restrições internas:

  • O bloqueio de Ghaziabad prolongou-se até 31 de maio, mas as atividades permitidas podem decorrer entre as 07h00 e as 19h00 todos os dias.
  • As operações aéreas nacionais e privadas estão suspensas até 17 de maio.
  • O bloqueio a nível nacional foi prorrogado até 17 de maio.
  • As restrições a partir de 4 de maio serão parcialmente descontraídas em função do código de área designado de 'Verde', 'Laranja' ou 'Vermelho'.
  • Lista completa de zonas AQUI.
  • Foram anunciadas novas medidas:
  • Usar máscaras faciais é obrigatório em público.
  • Os veículos particulares podem ser utilizados para transportar doentes para centros médicos.
  • Os viajantes que vão trabalhar nos sectores acima referidos devem primeiro obter a aprovação das autoridades locais.
  • O rigoroso distanciamento de dois metros terá de ser seguido em locais autorizados a retomar os trabalhos.

 

Indonésia

Restrições internacionais:

  • Todos os voos comerciais de e para a Indonésia foram suspensos até 1 de junho. As isenções aplicam-se ao transporte de carga, às operações de aplicação da lei e às operações de apoio à contenção COVID-19, aos voos de repatriamento, bem como aos voos para funcionários do Estado, pessoal diplomático e representantes de organizações internacionais.
  • Existe uma proibição temporária de entrada e trânsito para todos os viajantes estrangeiros na Indonésia, para além dos que têm licença de permanência, em missões diplomáticas e em sectores de serviços essenciais.
  • As pessoas que entram devem apresentar um certificado de saúde emitido em inglês pelas autoridades sanitárias locais do país em que se encontram atualmente e fornecer uma declaração de vontade de entrar em quarentena de 14 dias numa instalação designada pelo governo. Também não devem ter um historial de viagem para nenhum covid-19 países afetados nos 14 dias anteriores à entrada na Indonésia. Segundo as autoridades, se ainda houver muitos países afetados pela COVID-19, os outros dois requisitos seriam suficientes.
  • Todos os serviços de Visto estão temporariamente suspensos por todos os tipos de vistos até novo aviso, com exceção dos Vistos Diplomáticos, Vistos de Serviço e Vistos de Residência Limitados TKA (VITAS TKA) especificamente para estrangeiros que estejam a trabalhar no Projeto Estratégico Nacional (PSN).
  • Todos os viajantes devem preencher e enviar um Cartão de Alerta sanitário para o Serviço de Saúde do Porto antes da chegada à entrada do Aeroporto Internacional da Indonésia. Se investigações adicionais encontrarem os sintomas iniciais de Covid-19, haverá uma observação numa instalação governamental durante 14 dias.
  • O alargamento do Passe de Visita Curta para viajantes estrangeiros que se encontram atualmente na Indonésia e que tenham expirado será conduzido de acordo com o Regulamento do Ministério da Justiça e direitos humanos n.º 7 de 2020.

 

  • Encerramentos fronteiriços:
    • A fronteira entre Nusa Tenggara oriental e Timor-Leste está fechada.
    • Kalimantan Ocidental fechou as suas fronteiras terrestres com o estado de Sarawak, na Malásia.

 

Restrições internas:

  • Os voos domésticos estão suspensos até 2 de junho, as viagens terrestres incluindo comboios até 31 de maio e as viagens marítimas até 8 de junho em zonas sob "restrições sociais em larga escala" (PSBB) e zonas vermelhas COVID-19.
  • O regulamento de Jacarta que proíbe "restrições sociais em larga escala" (PSBB) é legalmente exequível; o governador de Jacarta anunciou a prorrogação do período PSBB até 22 de maio.
  • Todas as reuniões são restritas. Os acordos de trabalho em casa foram prorrogados até 13 de maio em Jacarta.

 

Irão

Restrições internacionais:

  • Todos os voos da China continental estão proibidos até novo aviso.
  • Os titulares de passaportes da República Popular da China (RPC), Hong Kong (China SAR) e Macau (CHINA SAR) deixaram de estar isentos de visto, mas devem, em vez disso, obter um visto à chegada após serem submetidos a um exame médico.
  • A IranAir suspendeu todos os voos de e para destinos europeus até novo aviso.
  • Todos os países vizinhos do Irão - para além do Afeganistão - fecharam as fronteiras conjuntas e vários países proibiram os voos do Irão.

 

Restrições internas:

  • A proibição das viagens intermunicipais foi levantada e as empresas consideradas apenas um "risco médio" de propagação do coronavírus foram autorizadas a reabrir.

 

Iraque

Restrições internacionais:

  • Todos os aeroportos do Iraque Federal e da Região do Curdistão estarão fechados a voos comerciais de passageiros até pelo menos 22 de maio, sujeitos a uma extensão adicional.

 

Restrições internas:

  • Iraque Federal
    • O recolher obrigatório parcial está em vigor entre as 18:00 e as 06:00 e as 02:00 de maio, com um recolher obrigatório de 24 horas às sextas e sábados. Algumas províncias impuseram o seu próprio recolher obrigatório; Barsa, por exemplo, tem um toque de recolher 24 horas em vigor até 7 de maio.
    • Todos os indivíduos são obrigados a usar máscaras faciais quando fora das suas casas, ou enfrentarão consequências legais.

 

  • Região do Curdistão (KR)
    • Um recolher obrigatório por tempo indeterminado noturno está em vigor na região do Curdistão (KR) entre as 19h00 e as 00h01 (sempre locais) até 10 de maio.
    • Todo o movimento terrestre não essencial entre cidades dentro do KR e entre o KR e o Iraque federal será sujeito a aprovação especial do Comité Supremo para a Resposta do Coronavírus.

 

Irlanda

Restrições internacionais:

  • Qualquer pessoa que entre na Irlanda (para além da Irlanda do Norte) será obrigada a restringir os seus movimentos à chegada durante 14 dias. Isto inclui residentes irlandeses.
  • Os voos continuam a operar a partir de Dublin e do Aeroporto de Cork, mas com uma disponibilidade reduzida. A maioria dos voos que ainda operam são para repatriar cidadãos irlandeses.
  • Restrições de viagem para pessoas vindas da China, Irão, Itália e Espanha.

 

Restrições internas:

  • As medidas de bloqueio estão em vigor até pelo menos 18 de maio. Os residentes são obrigados a permanecer em casa, exceto para compras de mercearia ou exercício a menos de dois km do seu alojamento. Apenas os trabalhadores essenciais podem deixar as suas casas para desempenhar em suas funções.

 

Islândia

Restrições internacionais:

  • Todos os viajantes que cheguem à Islândia terão agora de se auto-pôr em quarentena durante 14 dias até novo aviso. Os passageiros que chegarem terão de preencher um formulário de localizador de passageiros de saúde pública e apresentá-lo na inspeção fronteiriça e terão de ter uma morada onde irão colocar em quarentena.
  • Os estrangeiros estão proibidos de entrar no país até pelo menos 15 de maio, com exceção dos cidadãos da UE/EEE, EFTK e Reino Unido.
  • As autoridades decidiram introduzir controlos fronteiriços temporários no espaço Schengen até 15 de maio.

 

Restrições internas:

  • Desde 4 de maio, são permitidos ajuntamentos com até 50 pessoas, desde que os participantes mantenham pelo menos dois metros de distância entre si. A medida deverá durar até 1 de junho.
  • Universidades e instituições de ensino secundário estão fechadas. No entanto, as escolas primárias e pré-escolares continuam abertas.

 

Israel

Restrições internacionais:

  • A transportadora europeia Wizz Air anunciou que vai retomar os voos limitados entre o Aeroporto de Londres Luton(LTN)e alguns destinos, incluindo Tel Aviv, embora, neste momento, apenas cidadãos e residentes israelitas possam entrar em Israel, desde que sejam submetidos a quarentena durante 14 dias. Espera-se que esta medida permaneça em vigor pelo menos até 16 de maio.
  • A quarentena deve ser feita numa instalação designada pelo Estado. O isolamento em casa pode ser permitido caso a caso, mas os viajantes são obrigados a preencher este formulário  72 horas antes da partida.
  • Podem ser abertas exceções à entrada para os não nacionais cujo "centro de vida está em Israel". Para mais esclarecimentos se se qualificar para esta exceção contacte a embaixada israelita mais próxima.
  • As fronteiras com a Jordânia e o Egito estão fechadas, bem como as travessias com Gaza.
  • O aeroporto de Tel-Aviv continua fechado (para além dos voos de repatriamento de El Al disponíveis através das embaixadas israelitas).
  • Voos comerciais do aeroporto ben Gurion para os Estados Unidos apenas com a United Airlines, El AI e Turkish Airlines.

 

Restrições internas:

  • Foram levantadas medidas adicionais de bloqueio nos bairros ultra-Otrhodix, na cidade de Jerusalém.
  • As cidades de Netivot e Beit Shemesh estão sob bloqueio temporário.
  • Os residentes podem viajar para o trabalho.
  • As cidades onde se aplicam as novas restrições são: Ashkelon, Beitar Illit, Beit Shemesh, Elad (distrito central), Migdal Haemek, Modiin Illit, Ou Yehuda e Tiberias. Estão em vigor as seguintes restrições:
    • Reuniões de mais de duas pessoas estão proibidas.
    • Não são permitidas orações públicas.
    • As pessoas não podem andar a mais de 500 metros das suas casas, com exceção: ir trabalhar, comprar bens necessários, receber cuidados médicos, doar sangue, processos judiciais, assistir a uma manifestação e ir ao Knesset.
    • Todas as interações sociais não essenciais são proibidas e os espaços públicos fechados.
    • Uma distância de dois metros deve ser mantida entre as pessoas.
    • A violação destas ordens é crime.
    • Todas as pessoas devem usar uma máscara facial em público. Uma multa inicial de 200 shekel israelitas por não usar uma máscara depois de receber um primeiro aviso aplica-se.

 

Itália

Restrições internacionais:

  • O Aeroporto de Florença-Peretola (FLR, região da Toscana) e o Aeroporto Ciampino da capital Roma(CIA) vão reabrir a partir de 4 de maio, sob rigorosas medidas preventivas e com controlos sanitários em vigor para limitar a propagação do vírus.
  • Todos os viajantes que entrem em Itália são obrigados a preencher um certificado que indique as razões comerciais/essenciais para a sua viagem e o endereço onde passarão um período de autoisolamento obrigatório de 14 dias, mesmo que não tenham sintomas de COVID-19. O mesmo certificado é obrigado a ser preenchido por todos os viajantes que transitem através de um aeroporto italiano, chegando a outro destino de origem (tanto no Espaço UE/Schengen). Os viajantes devem, de preferência, verificar com a companhia aérea/correio se apresentarem as razões essenciais para viajar, uma vez que poderiam ser instituídos novos controlos sanitários/documentais antes do embarque.
  • Todos os viajantes que entram em Itália são obrigados a chegar a sua casa ou o endereço escolhido com um meio de transporte privado (táxi, vaivém organizado ou membro da família que vive no mesmo endereço escolhido).

 

Restrições internas:

 

  • As restrições à circulação interna foram abrandadas a 4 de maio e serão revistas no dia 18 de maio, dependendo da situação de saúde no país. As pessoas ainda são aconselhadas contra todas as viagens internas, exceto para compras de alimentos ou medicamentos, por razões comprovadas relacionadas com o trabalho, razões de saúde ou emergências.
  • A utilização de máscaras faciais será obrigatória em espaços públicos e na utilização de transportes públicos, bem como em todos os locais onde o distanciamento social não pode ser implementado.

 

Jamaica

Restrições internacionais:

  • Os membros devem continuar a adiar as viagens para a Jamaica, onde existem restrições.
  • Todos os portos aéreos e marítimos permanecem fechados ao tráfego de passageiros até pelo menos 31 de maio.
  • Os voos de saída e de carga continuam a operar, mas é provável que a disponibilidade de voos seja muito limitada.

 

Restrições internas:

  • O país está sob um recolher obrigatório a nível nacional até 13 de maio, das 06h00 às 18h00 (hora local). Os trabalhadores essenciais estão isentos.
  • Qualquer pessoa que entre na Jamaica deve permanecer em quarentena durante 14 dias a partir do dia de entrada.
  • É obrigatório usar máscaras quando em espaços públicos.

 

Japão

Restrições internacionais:

  • Os viajantes que tenham estado nas seguintes áreas nos 14 dias anteriores à chegada serão impedidos de entrar no Japão até 31 maio:
    • Ásia-Pacífico: Austrália, Brunei, China (incluindo ARA de Hong Kong, RAE de Macau e Taiwan (China)), Indonésia, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, Singapura, Coreia do Sul (todas as regiões), Tailândia e Vietname;
    • Américas: Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Dominica, Equador, Panamá e EUA;
    • Europa e amontoada CIS: Albânia, Andorra, Arménia, Áustria, Bélgica, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, Chipre, República Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Irão, Irlanda, Kosovo, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Moldávia, Mónaco, Montenegro, Países Baixos, Macedónia do Norte, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, San Marino, Sérvia, Eslováquia, Eslováquia, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido, Reino Unido,
    • Médio Oriente e África: Bahrein, Costa do Marfim, Congo (RDC), Egito, Israel, Maurícia, Marrocos e Turquia.
  • Os viajantes estrangeiros que tenham estado nos seguintes países nos últimos 14 dias serão impedidos de entrar:
  • Américas: Antígua e Barbuda, Barbados, República Dominicana, Peru, e São Cristóvão e Nevis;
  • Europa e CIS: Bielorrússia, Rússia e Ucrânia;
  • Médio Oriente e África: Djibuti, Kuwait, Omã, Qatar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.
  • A aplicação de regimes de isenção de visto para os seguintes países está temporariamente suspensa:
  • APAC: Bangladesh, Brunei, Camboja, Hong Kong (RAE), Índia, Indonésia, Laos, Macau (RAE), Malásia, Mongólia, Myanmar, Nauru, Palau, Papua Nova Guiné, Samoa, Singapura, Coreia do Sul, Ilhas Salomão, Tailândia e Vietname.
  • América: Argentina, Bahamas, Barbados, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Paraguai, Peru, Suriname e Uruguai.
  • Europa: Andorra, Áustria, Azerbaijão, Bélgica, Bulgária, Croácia, República Checa, Chipre, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Geórgia, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Cazaquistão, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Mónaco, Países Baixos, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, São Marino, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Suécia, Suíça, Turquemenistão, Ucrânia, Uzbequistão e Cidade do Vaticano.
  • Médio Oriente: Bahrein, Egito, Irão, Israel, Omã, Qatar e Emirados Emirados.
  • África: Lesoto e Tunísia.
  • Outros: British National (Ultramarino).
  •  

Restrições internas:

  • O estado de emergência em todo o país foi prorrogado para 31 de maio.
  • Durante este período, os respetivos governadores estão autorizados a ordenar o encerramento de instalações como escolas, cinemas, lojas de departamentos, bem como proibir a recolha de grandes multidões. Os serviços essenciais continuarão a funcionar.

 

Jordânia

Restrições internacionais:

  • Todos os voos de/para a Jordânia, com exceção dos voos de carga e dos que transportam pessoal diplomático e/ou pessoal de organizações internacionais, serão suspensos até novo aviso.
  • Todas as travessias terrestres e marítimas estão fechadas, exceto veículos de carga até depois do Ramadão.
  • Os jordanos dos países vizinhos que precisam de regressar à Jordânia poderão fazê-lo, mas enfrentarão medidas de quarentena durante 14 dias, impostas pelas autoridades em hotéis designados.

Restrições internas

  • Existe um "estado de emergência" que restringe os movimentos terrestres entre governantes; postos de controlo colocados em torno da capital Amã, outros grandes centros urbanos e grandes vias. Tripulado pelas Forças Armadas da Jordânia. O toque de recolher também está a ser decretado.
  • Durante todo o mês santo islâmico do Ramadã está em vigor um toque de recolher noturno das 18:00 às 08:00. Serão abertas exceções para restrições de circulação para emergências, mas requerem autorização especial pedida através do portal online. Na capital, os residentes de Amã podem usar os seus veículos particulares a partir das 08:00.

 

Letónia

Restrições internacionais:

  • Todas as viagens internacionais, por via aérea, ferroviária, marítima e rodoviária estão canceladas. Letões e estrangeiros com direitos de residência podem entrar no país, e os turistas podem sair.
  • Todas as ligações AirBaltic estão suspensas até 17 de maio.
  • As fronteiras estão fechadas à entrada, com exceção dos cidadãos e residentes. Os lituanos e estónios podem atravessar a fronteira para trabalhar e já não são obrigados a passar por uma quarentena obrigatória de duas semanas. Para atravessarem a fronteira, os trabalhadores devem apresentar documentos de emprego que provem que têm um emprego na Letónia.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor até 09 de junho.
  • Todos os encontros públicos de mais de duas pessoas foram proibidos (exceto se no mesmo agregado familiar) e muitos locais públicos foram ordenados a encerrar.
  • Escolas e universidades estão atualmente fechadas. As pré-escolas e os serviços de puericultura ainda estão em funcionamento.

 

Lituânia

Restrições internacionais:

  • A maioria dos estrangeiros está proibida de entrar na Lituânia pelo menos até 31 de maio. São aplicáveis exceções: residentes, cônjuges e filhos de cidadãos lituanos, pessoal diplomático e da NATO e pessoal internacional de transporte comercial. Para obter uma lista completa de exceções consulte o siteoficial.
  • No dia 13 de maio, o Aeroporto de Vilnius retomará gradualmente os voos operacionais normais. Começando com três voos por semana (segunda, quarta e sexta-feira) para Frankfurt com a transportadora aérea Lufthansa. airBaltic retoma voos para Riga nesse mesmo dia.
  • Algumas operações de voo internacionais foram retomadas em destinos aprovados pelo governo, mas as autoridades disseram que as viagens aéreas para países que não aplicam restrições de quarentena ou são pontos de interesse COVID-19 não serão retomadas por enquanto.
  • A entrada de navios de cruzeiro no Porto Estatal de Klaipeda é proibida.
  • Todo o tráfego de ferry suspenso. Ferry Route Kiel (Alemanha) - Klaipėda (Lituânia) a manter. Outras exceções precisarão de autorização da Administração lituana de Segurança dos Transportes.

 

Restrições internas:

  • A obrigação de usar máscaras faciais na maioria dos locais públicos permanece em vigor pelo menos até 11 de maio. No entanto, já não se aplica nas zonas rurais e em situações em que há mais de 20 metros entre as pessoas.

 

Luxemburgo

Restrições internacionais:

  • Os viajantes do norte de Itália são aconselhados a contactar as autoridades sanitárias se apresentarem algum sintoma; aqueles que vêm das áreas restritas devem optar pela quarentena por 14 dias.
  • O Aeroporto de Luxemburgo (Findel) está fechado a voos de passageiros.
  • A transportadora aérea nacional Luxair só retomará as suas operações no dia 30 de maio.

 

Restrições internas:

  • Os movimentos limitam-se agora a tarefas essenciais, como compras de mercearia, visitas de saúde e deslocação para o trabalho quando se trabalha a partir de casa, não é uma opção. Restaurantes, cafés e a maioria das lojas não alimentares estão fechadas, bem como instalações de lazer, incluindo bibliotecas, museus e centros de lazer.
  • O uso de máscaras é obrigatório em locais públicos onde a regra da distância social de dois metros não pode ser respeitada.
  • Grandes eventos públicos foram suspensos.
  • No dia 19 de maio, as autoridades governamentais iniciarão uma campanha nacional de teste de toda a população, bem como de trabalhadores transfronteiriços.

Malásia

Restrições internacionais:

  • As restrições ao abrigo da "Ordem de Controlo de Movimentos" foram prorrogadas para 09 de junho. Sob o MCO, todos os estrangeiros estão proibidos de entrar no país. No entanto, serão autorizadas a entrada em vigor exceções aos residentes permanentes, aos titulares de passaportes diplomáticos e oficiais e aos detentores de passes de longa duração que trabalhem no sector dos serviços essenciais do país; os trabalhadores dos serviços essenciais devem obter uma carta de confirmação dos seus empregadores e estabelecer uma ligação com o Departamento de Imigração da Malásia.
  • Os voos internacionais de e para o Aeroporto Internacional de Penang (PEN) estão suspensos.
  • Ordem de quarentena para passageiros que entrem na Malásia:
    • Há uma quarentena obrigatória de 14 dias para os passageiros, incluindo os malaios, estrangeiros isentos de chegada ao país.
    • À chegada, os viajantes serão submetidos a rastreios pelas autoridades sanitárias malaias antes de serem enviados para centros de quarentena governamentais designados em negeri Sembilan e Selangor.
    • Os viajantes com ligações domésticas contínuas devem passar pela quarentena obrigatória de 14 dias antes de poderem seguir para os seus destinos domésticos.

 

Restrições internas:

  • Com a entrada em vigor do MCO condicional a partir de 4 de maio, a maioria das atividades empresariais e sociais serão permitidas, desde que cumpram orientações rigorosas em termos de saúde e distanciamento social. Continuam proibidas atividades envolvendo grandes ajuntamentos, como congregações religiosas ou atividades que possam envolver um contacto corporal próximo, como bazares alimentares.

 

Maldivas

Restrições internacionais:

  • A entrada (incluindo para efeitos de trânsito) será negada a todos os viajantes estrangeiros com historial de viagem ao Bangladesh, à China continental (sem incluir Hong Kong e Macau), à França (regiões grand est e Île-de-France), Alemanha, Irão, Itália, Malásia, Coreia do Sul (província de Gyeongsang do Norte e do Sul), Espanha, Sri Lanka ou Reino Unido nos últimos 14 dias, independentemente da sua nacionalidade.
  • O visto-a-chegada para todos os viajantes que cheguem por menos de 30 dias está suspenso.
  • Todos os passageiros que chegam devem completar um Cartão de Declaração de Saúde e ser submetidos a rastreios.
  • O Aeroporto de Male (MLE) está fechado para voos comerciais até novo aviso.
  • Todos os navios de cruzeiro estão temporariamente proibidos de entrar e atracar no país.
  • As autoridades anunciaram que as fronteiras das Maldivas podem reabrir em junho, e as atividades turísticas podem recomeçar em outubro.

 

Restrições internas:

  • As viagens inter-ilhas são proibidas (com exceção do abastecimento de carga).
  • A companhia aérea nacional Maldivian suspendeu indefinidamente os voos domésticos, enquanto todos os outros transportes públicos foram proibidos.
  • Uma emergência de saúde pública está em vigor até 30 de maio.

 

Malta

Restrições internacionais:

  • Todos os viajantes que chegarem ao país serão obrigados a quarentena durante 14 dias.
  • O Aeroporto Internacional de Malta, na capital Valletta, está encerrado. Todos os voos de entrada estão suspensos até novo aviso. A proibição não se aplica aos voos de carga, voos humanitários e voos de repatriamento. As autoridades podem, em casos especiais, isentar voos individuais.
  • Os portos da capital Valletta continuam fechados. As ligações de transporte de barcos e ferries estão suspensas.

 

Restrições internas:

  • Todos os bares e restaurantes estão fechados.
  • Todos os encontros públicos de mais de quatro pessoas são proibidos.
  • As escolas só vão reabrir para o próximo ano letivo.

 

Marrocos

Restrições internacionais:

  • Marrocos suspendeu todos os voos e ferries internacionais até novo aviso.
  • As passagens fronteiriças entre Marrocos e enclaves espanhóis de Ceuta e Melilla estão fechadas. No entanto, é permitida a passagem de estrangeiros (espaço Schengen/cidadãos da UE e residentes) para os enclaves para o trânsito para Espanha. Os viajantes têm de provar que estão a regressar à sua residência. A viabilidade deste modo de viagem está ao critério das autoridades fronteiriças, pelo que os viajantes são aconselhados a contactar a sua representação diplomática para mais informações.
  • A fronteira sul do país está fechada até novo aviso.

 

Restrições internas:

  • O recolher obrigatório será implementado entre as 19h00 e as 05h00 (hora local) de 25 de abril para coincidir com o início do Ramadão.
  • Até 20 de maio:
    • Todas as viagens domésticas e intermunicipais estão suspensas.
    • A Royal Air Maroc anunciou a suspensão de todos os voos domésticos.

 

Maurícias

Restrições internacionais:

  • As fronteiras estão fechadas indefinidamente.
  • Os voos comerciais internacionais foram suspensos, embora estejam a operar voos de repatriamento de saída/entrada, bem como voos comerciais e fretados ad-hoc de carga.

 

Restrições internas

  • Um bloqueio está em vigor até 1 de junho. Atualmente, apenas estão disponíveis serviços essenciais como polícia, serviços médicos e serviços de bombeiros e salvamento.
  • O recolher obrigatório foi implementado em abril, durante o qual o movimento foi restringido das 20h00 às 08h00 (hora local), exceto em situações de emergência.

 

 

México

Restrições internacionais:

  • A fronteira partilhada com os EUA está fechada a viagens não essenciais até pelo menos 20 de maio.
  • Foram implementadas medidas obrigatórias de rastreio da saúde em vários portos de entrada, causando perturbações significativas nas viagens, nomeadamente em Nuevo Leon e Sonora.
  • A companhia aérea Aeromexico anunciou que iria suspender 17 rotas internacionais e reduzir os voos em outras 23, incluindo uma redução de 40% nos seus voos regulares para a Europa. Várias companhias aéreas internacionais também anunciaram suspensões ou reduções.

 

Restrições de saída:

  • Atualmente, não existem restrições conhecidas aos indivíduos que procuram sair do país.

 

Condições e restrições internas:

  • Encerramentos de empresas escolares e não essenciais na maioria dos municípios até 30 de maio.
  • As atividades não essenciais do sector público, do sector privado e das atividades sociais estão suspensas. O trânsito público continuará operacional.
  • Os processos eleitorais programados e as recolhas de recenseamento foram adiados para novo aviso.
  • Eventos essenciais e encontros de mais de 50 pessoas estão suspensos até 30 de maio.
  • Todos os hotéis cancelarão novas e existentes reservas e encerrarão para negócios não essenciais.
  • A Aeromexico e as companhias aéreas nacionais Interjet e Volaris reduziram significativamente o seu horário de voo doméstico.

 

Moçambique

Restrições internacionais:

  • Os voos de saída só estão disponíveis para/através do Aeroporto Internacional Addis Abeba Bole (ADD).
  • O estado de emergência está em vigor até pelo menos 30 de maio; a entrada no país limitar-se-á apenas às pessoas que se limitam a penas sobre negócios do Estado (apenas pessoal diplomático ou governamental) e aos funcionários de saúde. Voos de carga ainda são permitidos.

 

Restrições internas:

  • A transportadora nacional LAM Mozambique Airlines continua a operar voos domésticos.
  • O estado de emergência está em vigor durante o qual todos os eventos públicos e privados são proibidos (com exceção dos funerais), as escolas estão fechadas, os vistos são suspensos e os estabelecimentos de entretenimento estão fechados, ou vão reduzir as suas atividades. Não é claro se a proibição se estende a restaurantes e bares.
  • Um período de quarentena de 14 dias é imposto a qualquer pessoa que tenha estado fora do país recentemente, e a qualquer pessoa que tenha estado em contacto com pessoas conhecidas por estarem infetadas com COVID-19.

 

Moldávia

Restrições internacionais:

  • Todos os voos internacionais, bem como as ligações ferroviárias internacionais, foram proibidos até 15 de maio.
  • Só os cidadãos e residentes da Moldávia poderão entrar no país até esta data.
  • A entrada na região separatista da Transnístria será recusada a todos os nacionais de um país afetado pela COVID-19.
  • As fronteiras com a Roménia e a Ucrânia estão fechadas ao tráfego de passageiros, bem como a estrangeiros. Os cidadãos moldavos podem, no entanto, atravessar para o país.

 

  • Restrições internas:
  • O estado de emergência de nível 4 que implica o encerramento de escolas, o encerramento de lojas não essenciais e locais públicos mantém-se em vigor até 15 de maio, envolvendo a ativação de todos os hospitais e tratamentodomiciliário para pessoas com formas leves da doença. No entanto, algumas restrições foram abrandadas desde o mês de abril.
  • O exército será destacado para impor medidas de restrição. Transportar documentos oficiais de identificação é obrigatório.

 

Mónaco

Restrições internas:

  • O distanciamento social mínimo de pelo menos 1,5 metros permanece no lugar e deve ser mantido em todos os momentos.
  • Para questões especificamente relacionadas com COVID-19 ligue para 92 05 55 00 (disponível 7/7 das 9h 00 às 18h00 (hora local) ou escreva para covid19@gouv.mc.
  •  
  • As máscaras continuarão a ser fortemente recomendadas e estão atualmente a ser distribuídas aos cidadãos do país e a todos os residentes. Serão obrigatórios nos transportes públicos e no interior.
  • Os navios de cruzeiro continuarão a ser proibidos de atracar e ainda não é claro quando esta restrição será relaxada.

 

Montenegro

Restrições internacionais:

  • A Montenegro Airlines suspendeu todos os voos até 18 de maio, após a suspensão do governo. Todos os serviços internacionais de autocarros e caminhos de ferro também foram suspensos até 1 de junho. Há também uma proibição de entrada para cruzadores e iates para portos: Bar, Budva, Kotor, Kumbor Port – Porto Novi, Tivat (Gat I e Gat II) e Zelenika.
  • As autoridades montenegrinas proibiram a entrada de estrangeiros - com exceção dos condutores de residência temporária ou permanente e de carga - e impuseram uma quarentena obrigatória de 14 dias a todos os viajantes que entrem no estrangeiro. As pessoas que foram colocadas em autoisolamento durante 14 dias pelo Sector da Saúde e da Inspeção Sanitária devem agora servir uma quarentena adicional de 14 dias.

 

Restrições internas:

  • As restrições de circulação interna e o recolher obrigatório prolongaram-se pelo menos até 18 de maio. 

 

Noruega

Restrições internacionais:

  • Os viajantes de entrada enfrentam uma quarentena obrigatória de 14 dias em casa, independentemente dos sintomas ou nacionalidade.
  • Todos os aeroportos e portos da Noruega suspenderam as operações normais e as opções internacionais de voo continuam limitadas.
  • A Noruega prolongou a reintrodução temporária dos seus controlos fronteiriços na fronteira de Schengen até pelo menos 16 de maio. Alargou igualmente os controlos fronteiriços com portos com ligações ferry-boats com a Dinamarca, a Alemanha e a Suécia, a Noruega alargou os controlos fronteiriços para aqueles até 12 de novembro, nomeadamente devido a ameaças terroristas.

Restrições internas:

  • Grandes eventos desportivos e culturais, como festivais, são proibidos até 15 de junho, pelo menos.
  • Os voos internos continuarão a operar. As viagens na Noruega devem ser apenas para fins essenciais.
  • Os controlos fronteiriços internos estão em vigor até 13 de agosto.

 

Nova Zelândia

Restrições internacionais:

  • Todos os viajantes, exceto cidadãos da Nova Zelândia, residentes permanentes, família de cidadãos e residentes permanentes, diplomatas e tripulantes aéreos e marítimos, estão impedidos de entrar.
  • As autoridades de imigração podem abrir exceções caso a caso para:
  • razões humanitárias;
  • cuidados de saúde e outros trabalhadores essenciais;
  • Todos os passageiros, incluindo cidadãos e residentes da Nova Zelândia, devem completar um período de quarentena de 14 dias ou um período de isolamento gerido em instalações aprovadas à chegada ao país. As chegadas avaliadas como estando em risco elevado de COVID-19 serão colocadas em instalações de quarentena, enquanto outras chegadas permanecerão em instalações de isolamento geridos.
  • Todos os passageiros (incluindo cidadãos da Nova Zelândia) que visitaram a China continental nos 14 dias anteriores à chegada exigem uma aprovação especial da Imigração da Nova Zelândia para viajar.
  • Os navios de cruzeiro estão proibidos de entrar até 30 de junho.

 

Restrições internas:

  • O país transitou para o "Nível de Alerta 3" com restrições mais descontraídas até pelo menos 11 de maio, altura em que as autoridades irão avaliar a situação. No âmbito do 'Nível de Alerta 3', as empresas e as escolas podem reabrir, desde que mantenham medidas de distanciamento social. No entanto, as viagens inter-regionais limitar-se-ão às que se limitam a atividades essenciais.
  • A transportadora aérea nacional Air New Zealand operará voos charter domésticos a pedido do governo, bem como voos domésticos da capital Wellington, Auckland (Ilha Norte), Christchurch, Dunedin e Nelson (todas as Ilhas do Sul) para trabalhadores qualificados ao abrigo da lista de serviços essenciais.
  • O estado de emergência foi prorrogado até 6 de maio.

 

Omã

Restrições internacionais:

  • Todos os voos internacionais e domésticos de passageiros (incluindo o trânsito) estão suspensos até novo aviso.
  • Um voo diário continuará a operar entre o Aeroporto Internacional de Muscat (MCT)da capital e o Aeroporto de Khasab (KHS,província de Musandam), bem como voos de carga.
  • Todos os cidadãos não-omani estão proibidos de entrar até novo aviso. Esta proibição inclui cidadãos do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) e cidadãos estrangeiros que detêm vistos turísticos, empresariais e de residência válidos. Os trânsitos nos aeroportos continuam inalterados. Os estrangeiros serão autorizados a deixar o país durante este período, embora os cidadãos omani não o sejam. As exceções para o Omã podem ser feitas caso a caso.
  • Todos os navios de cruzeiro também estão proibidos de atracar nos portos de Omani.

 

Restrições internas:

  • Algumas restrições internas foram facilitadas, incluindo a cessação dos postos de controlo, com exceção das que operam nos pontos de entrada e saída da província de Muscat, bem como a reabertura de certas empresas.
  • As autoridades anunciaram que as seguintes áreas permanecerão em isolamento sanitário até pelo menos 29de maio : província de Muscate; Província de Muttrah; Área de mercado comercial na província de Jalan Bani Bu Ali.

 

Países Baixos

Restrições internacionais:

  • Restrições de voo saindo da Áustria, China, Hong Kong, Irão, Itália, Coreia do Sul e Espanha.
  • Os viajantes estrangeiros que não se integrem ao abrigo das últimas isenções das autoridades serão impedidos de entrar no país até 15 de maio.
  • Os viajantes que se dirigem aos Países Baixos de um país de transmissão covid-19 de alto risco precisam de preencher um certificado de declaração de saúde antes do embarque, que pode ser encontrado neste website. As definições de "países de alto risco" podem ser encontradas  neste website..

As exceções incluem:

  • Cidadãos da UE (incluindo nacionais do Reino Unido) e seus familiares;
  • Nacionais da Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça e seus familiares;
  • Nacionais de países terceiros que possuam cartão de residência ou autorização de residência em conformidade com a Diretiva 2003/109/CE (diretiva relativa aos residentes de longa duração);
  • Os nacionais de países terceiros que obtenham o seu direito de residência a partir de outras diretivas europeias ou do direito nacional de um Estado-Membro;
  • Titulares de um visto de longa duração, incluindo os que têm autorização de residência temporária (MVV).

 

Restrições internas:

  • Reuniões de mais de 100 estão canceladas. Isto inclui o encerramento de locais públicos como museus, salas de concertos, teatros, clubes desportivos e o cancelamento de jogos desportivos e outros eventos. Tais eventos serão proibidos até o início de Setembro.
  • Todos os eventos e reuniões públicas estão proibidos até 1 de junho.
  • Ginásios, cafés de canábis e clubes de sexo estão fechados.
  • Restaurantes e bares permanecerão fechados até pelo menos 20 de maio.
  • Todas as medidas especiais implementadas foram prorrogadas até pelo menos 19 de maio.

 

Panamá

Restrições de entrada:

  • As fronteiras do país estão indefinidamente fechadas a estrangeiros e não residentes.
  • Todos os voos internacionais, que chegam e partam, serão suspensos pelo menos até 23 de maio.
  • Qualquer viajante que apresente sintomas de gripe será imediatamente levado para o Hospital San Miguel Arcangel, na capital, Cidade do Panamá, para quarentena.
  • Voos humanitários, de carga e domésticos podem continuar e não estão sujeitos à suspensão do voo.

 

Restrições de saída:

  • Todos os voos internacionais, que chegam e partem, estão suspensos até 22 de maio.

 

Condições e restrições internas:

  • As viagens aéreas domésticas cessaram
  • Foi implementado um recolher obrigatório em todo o país 24 horas por dia. Os indivíduos só podem ficar fora de casa por um máximo de duas horas para compra de alimentos e/ou medicamentos. Os homens podem sair das suas residências duas horas de cada vez às terças, quintas e sábados para visitar o supermercado ou a farmácia. As mulheres podem sair às segundas, quartas e sextas-feiras pelas mesmas razões. As horas de movimento são determinadas pelo último dígito do cartão de identificação ou passaporte de um indivíduo. As máscaras devem ser usadas em público e ninguém pode sair das suas casas aos domingos.

 

Paraguai

Restrições de entrada:

  • Encerramento de fronteira para todos os viajantes estrangeiros até novo aviso. Os nacionais e residentes do Paraguai serão autorizados a entrar no país; no entanto, ficarão sujeitos a quarentena obrigatória durante 14 dias em quartéis militares.

 

Restrições de saída:

  • Os voos comerciais foram suspensos em todos os aeroportos do Paraguai, com exceções limitadas para os voos humanitários e de repatriamento.
  • Os não residentes do Paraguai já não estão autorizados a transitar o aeroporto da capital Assunção.

 

Condições e restrições internas:

  • Todos os voos comerciais e charter internacionais continuam suspensos.
  • O recolher obrigatório está em vigor das 21h00 às 05h00, com exceções para serviços essenciais até pelo menos 25 de maio.

 

Peru

Restrições de entrada:

  • O governo fechou as suas fronteiras a todos os viajantes internacionais. Todos os voos de chegada e partida no Aeroporto Internacional Jorge Chavez ao serviço de Lima estão suspensos.
  • As medidas de quarentena e os encerramentos fronteiriços continuarão até 24 de maio.
  • Os cidadãos peruanos terão de ser submetidos a uma quarentena obrigatória de 15 dias.
  • Nenhum navio de cruzeiro pode atracar em portos peruanos.
  • Os voos para a Europa e Ásia estão suspensos.
  • Todos os aeroportos e fronteiras estarão fechados permanentemente até 10 de maio. Apenas serão recebidos voos estatais destinados ao repatriamento de cidadãos estrangeiros. Estes voos devem chegar à Base Aérea de Callao Grupo Aéreo nº 8. As embaixadas são instadas a apresentar os pedidos correspondentes com a devida antecipação para poderem incluir voos no horário.

 

Restrições de saída:

  • O governo fechou as suas fronteiras a todos os viajantes internacionais.
  • As fronteiras permanecem fechadas até novo aviso.

 

Condições e restrições internas:

  • Um recolher obrigatório a nível nacional está em vigor a partir das 18:00 às 04:00 até novo aviso.
  • O estado de emergência nacional permanecerá em vigor até pelo menos 24 de maio, obrigando todos os residentes a permanecer em quarentena e a respeitar o recolher obrigatório.
    • O uso de máscaras faciais em público é obrigatório.

 

Polónia

Restrições internacionais:

  • As fronteiras estão fechadas e foram impostos controlos rigorosos em todas as passagens fronteiriças até pelo menos 12 de junho. O caminho de ferro internacional está suspenso até novo aviso; o tráfego aéreo está suspenso até pelo menos 9 de maio.
  • Os estrangeiros estão impedidos de entrar no país até 12 de junho. Cidadãos e estrangeiros com autorização de residência podem regressar do estrangeiro, mas serão obrigados a ficar de quarentena durante 14 dias. São obrigados a fornecer às autoridades locais informações sobre o seu local de permanência ou morada e um número de telefone de contacto.

 

Restrições internas:

  • Os voos domésticos estão suspensos e as rotas ferroviárias nacionais estão a operar um horário reduzido.
  •  
  • Restrições:
  • hotéis e acomodações estão fechados; 
  • As medidas de bloqueio estão a começar a ser levantadas. Após o levantamento de restrições a algumas lojas, outras empresas, incluindo hotéis, museus e centros comerciais, começaram a reabrir no dia 4 de maio.

 

Portugal

Restrições internacionais:

  • Todas as ligações terrestres, aéreas e marítimas com Espanha estão suspensas até pelo menos 15 de maio. As viagens terrestres para Portugal só serão possíveis para cidadãos portugueses, residentes e trabalhadores. A passagem fronteiriça só será possível em nove localidades (Valença, Quintanilha, Vilaverde (região norte), Vilar Formoso, Termas de Monfortinho, Marvão, Caia, Vilaverde de Ficalho (região do Alentejo), Vila Real de Santo António (região do Algarve).
  • O acesso aos aeroportos portugueses só é permitido aos passageiros que tenham comprovativo de partida no mesmo dia. Os bilhetes não podem ser comprados dentro das cabines da Airlines do aeroporto.
  • Os passageiros de navios de cruzeiro que não sejam cidadãos portugueses ou residentes não estão autorizados a desembarcar em portos portugueses. Os passageiros só podem desembarcar para regressar ao seu país de origem e uma vez concluído uma quarentena de 14 dias a bordo, a partir do dia em que a embarcação entrou em águas territoriais portuguesas.
  • Todos os cidadãos que cheguem ao distrito de Faro, vindos do estrangeiro, devem passar por uma quarentena de 14 dias.

 

Restrições internas:

  • A maioria dos estabelecimentos não essenciais continua fechada.
  • Todos os estrangeiros com pedidos de residência pendentes serão tratados como residentes permanentes até pelo menos 1 de julho.

 

Qatar

Restrições internacionais:

  • Todos os voos de entrada para o Qatar permanecem suspensos até novo aviso, com exceção dos voos de trânsito e carga. Os viajantes com todos os vistos (residência, negócios, turistas) não estão autorizados a entrar no país. A transportadora nacional Qatar Airways continua a operar, mas só os passageiros de trânsito com voos de ligação podem embarcar. A proibição não se aplica aos cidadãos do Qatar, embora possam ser solicitados à quarentena durante 14 dias.
  • Todas as empresas comerciais e lojas não essenciais continuam fechadas. Os transportes públicos foram suspensos e todas as reuniões sociais proibidas.
  • Uma área de 32,1km na zona industrial de Doha foi encerrada.

 

Reino Unido

Restrições internacionais:

  • A FCO aconselha todos os viajantes britânicos a regressarem ao Reino Unido.
  • O Aeroporto de Londres City (LCY) está a suspender todos os voos comerciais e privados até ao final de abril. A British Airways está a suspender todo o seu horário de voo do aeroporto de Gatwick.
  • O Aeroporto Internacional de Teesside vai fechar à medida que a Eastern Airways e a KLM tomaram a decisão de suspender todos os voos.
  • O Aeroporto de Heathrow de Londres fechou uma das suas duas pistas devido à redução da procura de viagens.
  • O aeroporto de Londres Gatwick fechou o seu terminal norte.

 

Restrições internas:

  • As pessoas na Grã-Bretanha só serão autorizadas a deixar as suas casas para fazer compras de bens básicos, para se exercitarem uma vez por dia, para receberem cuidados ou ajudarem uma pessoa vulnerável e viajarem para um trabalho essencial. As medidas foram prorrogadas por três semanas a partir de 16 de abril.
  • As escolas de todo o Reino Unido estão fechadas até novo aviso, embora algumas continuem abertas para acomodar crianças de trabalhadores-chave.
  • Os transportes públicos são interrompidos, nomeadamente na capital, onde os serviços do Metro de Londres ('tube') estão a ser reduzidos, com cerca de 40 estações encerradas.
  • Drones e sistemas de reconhecimento facial estão em vigor para facilitar o controlo das forças de segurança do bloqueio e distribuir multas. As forças de segurança aumentaram os poderes para controlar e ordenar que os indivíduos restringam o movimento ou regressem ao seu alojamento. As multas podem chegar aos 2.500 Euros e a pena de prisão por restrições de invasão de propriedade é uma possibilidade.

 

República Checa

Restrições internacionais:

  • A reintrodução temporária dos encerramentos fronteiriços com a Áustria e a Alemanha prolongou-se até pelo menos 15 de maio.
  • As autoridades anunciaram em 27 de abril o alargamento das proibições de entrada. A política atualizada dá a quem tem uma boa razão para entrar no país a capacidade de o fazer, desde que forneça um teste de PCR. São abertas exceções para:
    • Titulares de autorizações de residência permanentes ou de longa duração (superiora a 90 dias);
    • Cidadãos da UE que viajam para a República Checa para negócios;
    • Cidadãos da UE que atravessam a República Checa para os seus países de origem;
  • O governo levantou a proibição de movimentos não essenciais e de viagens para o estrangeiro. Isto aplica-se apenas aos cidadãos e residentes checos que desejem deixar o país; o turismo para o país ainda não é permitido devido ao estado de emergência em curso. Após o seu regresso do estrangeiro, terão de apresentar um certificado negativo para covid-19 (o teste não deve ter mais de quatro dias) ou auto-quarentena durante um período de 14 dias. Os estrangeiros isentos de restrições de entrada são igualmente obrigados a apresentar um certificado válido ou auto-quarentena.
  • A República Checa fechou os seus centros de pedidos de visto na China até novo aviso.

 

Restrições internas:

  • O "estado de emergência" foi prorrogado para 17 de maio.
  • Todos os indivíduos fora de casa devem tapar a boca e o nariz com uma possível máscara médica, máscara ou cachecol.
  • Universidades, escolas de condução, centros de fitness, bibliotecas e lojas de até 2.500 metros quadrados reabertas.

 

República Dominicana

Restrições de entrada:

  • As fronteiras estão fechadas a visitantes estrangeiros até pelo menos 17 de maio.
  • Há um requisito de quarentena para os visitantes que estiveram na Europa, China, Coreia do Sul ou Irão durante as duas semanas anteriores.

 

Restrições de saída

  • Todas as fronteiras estão fechadas até 17 de maio. Isenção concedida apenas para voos que repatriem estrangeiros e voos de carga total.

 

Condições e restrições internas:

  • Toque de recolher 17.00-06.00 (hora local) até pelo menos 17 de maio.
  • O recolher obrigatório noturno mantém-se entre as 18h00 e as 06h00 (hora local) de segunda a sexta-feira, estando agora em vigor um fim de semana e um bloqueio de férias. As horas de funcionamento dos negócios são das 06h00 às 16h00 (hora local) de segunda a sexta-feira.

 

Roménia

Restrições internacionais:

  • Os cidadãos não romenos estão proibidos de entrar no país, exceto no âmbito de um itinerário de trânsito bem definido, com algumas exceções, incluindo diplomatas, residentes ou familiares imediatos.
  • Os voos de e para a Áustria, Bélgica, França, Alemanha, Irão, Itália, Holanda, Suíça, Turquia, Reino Unido e EUA estão suspensos até 14 de maio.
  • Os viajantes de qualquer outro país terão de ser submetidos ao isolamento domiciliário num único endereço comunicado às autoridades ao entrarem no país.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor até 15 de maio. A partir desta data, o país estará em "estado de alerta" 

 

Rússia

Restrições internacionais:

  • Todos os voos internacionais, incluindo voos charter e voos de trânsito, foram suspensos. Serão abertas exceções para voos diplomáticos/humanitários e aeronaves autorizadas pelo governo e voos especiais que repatriem cidadãos russos.
  • Existe uma proibição de entrada para viajantes estrangeiros até novo aviso.
  • Todas as fronteiras do país permanecem fechadas e a maioria dos serviços ferroviários internacionais foram suspensos até novo aviso, incluindo comboios para a região de Kaliningrado.
  • Os cidadãos russos que regressem em voos de repatriamento serão obrigados a permanecer sob quarentena autoimposta durante 14 dias no seu destino final.

 

Restrições internas:

  • Embora não tenham sido introduzidas restrições federais às viagens domésticas, um grande número de voos e serviços de comboio foram cancelados. Alguns aeroportos sofreram encerramentos temporários de curto prazo, enquanto o Aeroporto Internacional de Sochi (AER)e o Aeroporto Internacional de Krasnodar(KRR),ambos kray de Krasnodar, estão a operar horas reduzidas.
  • Alguns aeroportos regionais, incluindo o Aeroporto Internacional de Kazan (KZN) e o Aeroporto Internacional de Stavropol (STW) introduziram sistemas especiais de autorização para os residentes que planeiam realizar viagens domésticas.
  • Algumas autoridades regionais exigem que todos os passageiros que viajem de Moscovo e São Petersburgo sejam submetidos a uma quarentena de 14 dias numa instalação médica.
  • O nível de alerta elevado e as ordens de "permanência em casa" foram prorrogados em todas as regiões até 11 de maio.

São Tomé e Príncipe

Restrições internacionais:

  • Os voos comerciais e charter de passageiros de entrada e saída são suspensos até novo aviso, os voos de Carga continuam a operar normalmente. Nacionais e residentes não nacionais que regressem ao país estão sujeitos a quarentena domiciliária obrigatória acompanhada por agentes de saúde e forças policiais à chegada. O desembarque de navios de cruzeiro nos portos do país também está suspenso. A suspensão de todas as ligações marítimas e aéreas inclui movimentos entre todas as ilhas de São Tomé e Príncipe - com exceção dos serviços de emergência sanitária.
  • Todos os viajantes serão verificados à chegada e as autoridades colocarão em quarentena qualquer viajante que apresente febre ou sintomas de infeção semelhantes.

 

Restrições internas:

  • O Estado de Emergência está em vigor até 16 de maio.
  • A suspensão do tráfego aéreo e marítimo aplica-se aos movimentos entre todas as ilhas de São Tomé e Príncipe (ver acima).

 

Sérvia e Montenegro

Restrições internacionais:

  • Todos os voos comerciais e serviços ferroviários de/para o país foram suspensos, embora o Aeroporto de Belgrado deva retomar as operações parciais no dia 18 de maio.
  • A maioria das passagens fronteiriças foram encerradas para o transporte ferroviário e rodoviário de passageiros, para além de três postos de controlo fronteiriços com a Hungria, que reabriram em 23 de abril, para permitir que os passageiros apenas atravessassem a fronteira para atividades profissionais. Só os cidadãos sérvios e estrangeiros com autorização de residência permanente ou temporária serão autorizados a entrar. As restrições não se aplicam ao transporte de carga. Camiões estrangeiros e transporte de mercadorias só podem permanecer até 12 horas no país.

 

Restrições internas:

  • Todos os transportes públicos foram temporariamente suspensos.
  • O estado de emergência está em vigor até pelo menos 10 de maio. Todos os cidadãos sérvios, bem como estrangeiros com autorização de residência que entraram no país após 14 de março, são obrigados a prolongar o seu isolamento domiciliário obrigatório de 14 para 28 dias.

 

Seychelles

Restrições internacionais:

  • Todos os viajantes estrangeiros, com exceção dos nacionais e residentes permanentes, que estiveram na Europa, China (incluindo Hong Kong e Macau), Coreia do Sul e Irão nos 14 dias anteriores à chegada não estão autorizados a entrar ou a transitar pelo país.
  • Todos os trabalhadores estrangeiros que detenham uma autorização de trabalho não podem regressar até novo aviso. Não serão emitidas novas autorizações de trabalho.
  • Todos os voos internacionais estão suspensos, com exceção dos aviões de carga, até pelo menos 1 de junho.

 

Restrições internas:

  • O bloqueio foi levantado desde 4 de maio.

 

Singapura

Restrições internacionais:

  • Todos os viajantes autorizados a entrar em Singapura têm de apresentar um formulário de declaração de saúde online antes de prosseguir com o apuramento para a imigração.
    • Os voos da British Airways BA15 e DA BA16 de Londres para Sydney têm um acordo específico com Singapura que permite que os voos aterrem em Singapura para reabastecimento. Os passageiros não serão autorizados a deixar o avião durante este processo.
    • Os cidadãos chineses com um passe de longo prazo em Singapura só podem voar para Singapura se o seu destino final for Singapura - eles podem não transitar para outro local via Singapura. Serão colocados em quarentena à entrada para Singapura.

 

Restrições internas:

  • Singapura implementou medidas internas com efeito até pelo menos 1 de junho, ao abrigo das quais os movimentos não essenciais serão desencorajados e a maioria dos gabinetes será obrigada a estabelecer disposições de trabalho a partir de casa. Mercados e supermercados, clínicas, hospitais, serviços públicos, transportes e principais serviços bancários permanecerão abertos. Os estabelecimentos alimentares também permanecerão abertos, mas apenas para serviços de take-away. Os principais sectores económicos considerados estratégicos ou ligados à cadeia global de abastecimento também permanecerão abertos, mas com medidas de distanciamento rigorosas.

 

  • É obrigatório que todos usem máscaras quando em público, exceto aqueles com menos de dois anos e aqueles que fazem exercícios vigorosos. As pessoas que não o fizerem serão multadas, casos graves serão processados em tribunal.

 

Sri Lanka

Restrições internacionais:

  • Todos os aeroportos internacionais estão fechados para a exploração de voos comerciais de passageiros de entrada até novo aviso. Voos de saída, aterragens técnicas, trânsitos, voos de frete e de emergência continuarão a operar exclusivamente a partir do Aeroporto Internacional de Bandaranaike (CMB) de Colombo. O tempo máximo de trânsito permitido não é estritamente superior a cinco horas e os passageiros em trânsito devem ter uma ligação confirmada fora da CMB.
  • A transportadora nacional SriLankan Airlines prolongou a suspensão de todos os voos até pelo menos 15 de maio.
  • Os passageiros não serão autorizados a desembarcar de navios de cruzeiro de entrada.

 

Restrições internas:

  • Os distritos de Colombo, Gampaha, Kalutara e Puttalam têm um recolher obrigatório até pelo menos 05:00 do dia 11 de maio. Há uma proibição de entrar e sair dos distritos acima.

 

Suécia

Restrições internacionais:

  • As autoridades suecas aconselham a suspender temporariamente as viagens não essenciais ao país. A medida estará em vigor até 18 de maio. Cidadãos suecos, residentes e outras pessoas com uma razão importante para estarem no país poderão entrar no país.

 

Restrições internas:

  • Estão proibidas reuniões públicas com mais de 50 pessoas. Isto inclui quando se vai a um restaurante onde as medidas de distanciamento social também precisam de ser reforçadas pelos proprietários. Bares e restaurantes que não estejam a cumprir tais regras serão encerrados pelas autoridades.

 

Suíça

Restrições internacionais:

  • A Suíça fechou as suas fronteiras terrestres e aéreas, e só cidadãos suíços, residentes, cidadãos do Liechtenstein, aqueles que viajam por razões de trabalho e aqueles que afirmam "causas de força maior" podem aceder ao país.
  • Cinco pontos de passagem fronteiriços com a França em Genebra reabriram parcialmente. A entrada de países vizinhos continua a ser permitida apenas para os cidadãos suíços, para as pessoas que possuem autorização de residência e para as pessoas que têm de viajar para a Suíça por razões profissionais. As aberturas destes pontos cruzados limitam-se aos dias úteis das 06h00 às 09h00 quando entram na Suíça, e das 17h00 às 19h00, quando saem do território suíço.
  • A passagem nos aeroportos suíços é permitida se o viajante não sair da zona de trânsito. A passagem pela Suíça por estrada é permitida se o direito de entrada no país de destino for garantido.
  • As ligações aéreas, ferroviárias e terrestres com a Itália continuam a ser controladas, incluindo a suspensão da maioria dos voos através da Swissair, easy jet. Os voos da operadora italiana Alitalia de Genebra e Zurique para o Aeroporto de Roma Fiumicino estão em vigor até 30 de maio de 2020.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor. As autoridades proibiram todos os eventos públicos e privados, e fecharam todos os locais sociais (bares, restaurantes, estâncias de esqui e locais desportivos e culturais). As escolas também estão fechadas. Apenas as empresas que fornecem bens essenciais (padarias, farmácias e mercearias) e serviços (bancos, correios e administração local) permanecem abertos. Estas medidas foram alargadas, mas as restrições individuais deverão ser levantadas até ao final de abril.
  • Os serviços de comboios domésticos foram reduzidos desde o início das restrições de circulação. No entanto, começaram a operar gradualmente no dia 27 de abril.
  • Todas as reuniões públicas de mais de cinco participantes foram proibidas até novo aviso.

 

Tailândia

Restrições internacionais:

  • A Autoridade de Aviação Civil da Tailândia abriu mais aeroportos para voos internacionais especiais. Chiang mai, Chiang Rai, Hat Yai, Hua Hin, Krabi, Koh Samui e Surat Thani receberam autorização para lidar com voos internacionais que estão a repatriar estrangeiros, ou cidadãos tailandeses que voltam para casa.
  • Outros voos internacionais de entrada para a Tailândia estão suspensos até 31 de maio. Isto não se aplica a aeronaves estatais ou militares, aterragem de emergência, aterragem técnica sem desembarque, voos médicos humanitários ou de socorro, voos de repatriamento (comerciais ou governamentais) e voos de carga. Todas as licenças de voo concedidas para este período serão canceladas.
  • Os passageiros serão sujeitos a uma quarentena de 14 dias e serão transportados por um veículo atribuído para uma instalação designada pelo governo à chegada. Os cidadãos e residentes que regressam que não sejam oriundos de "zonas de alto risco", como países com transmissão local em curso de COVID-19, e que permaneçam fora da capital Bangkok ou províncias vizinhas, podem solicitar a quarentena nas suas residências, apresentando um resultado negativo para o COVID-19.
  • Os estrangeiros estão proibidos de entrar na Tailândia até 31 de maio.
  • O Estado de Emergência está em vigor até 31 de maio. O decreto dará ao governo mais poderes para impor restrições. As medidas podem incluir o recolher obrigatório, a proibição de recolhas em massa e o envio de forças militares para aplicação da lei. 

Restrições internas:

  • Os voos domésticos estão a recomeçar gradualmente. O recolher obrigatório diário está em vigor em todo o país das 22:00 às 04:00. Os serviços essenciais estão isentos desta restrição.
  • De acordo com um decreto de emergência, foram criados mais de 357 postos de controlo em todo o país para verificar se os viajantes locais e internacionais estão a verificar se há sintomas. Embora ainda seja permitida a viagem interprovincial, a medida visa desencorajar as pessoas a fazê-lo. Os viajantes na Tailândia são obrigados a transportar a sua identificação e a verificar a sua temperatura. No dia 27 de abril, o decreto de emergência foi prorrogado até 31 de maio. Estava previsto terminar no dia 30 de abril.
  • O distrito de Koh Samui (província de Surat Thani) proibiu a entrada de viajantes que não têm certificado de saúde.
  • A cidade de Pattaya (província de Chon Buri) está fechada. Os não residentes estão impedidos de entrar.
  • A província de Chiang Rai foi colocada sob bloqueio parcial. Apenas quatro autoestradas permanecerão abertas para os automobilistas dentro e fora da província durante este período.
  • Os viajantes que aterram nos aeroportos de Buri Ram, Krabi, Nakhon Phanom, Phitsanulok e Trang ficarão em quarentena durante 14 dias.

 

Timor-Leste

Restrições internacionais:

  • Encerramento temporário da fronteira com a Indonésia de até 19 de maio.
  • Proibição de entrada para todos os estrangeiros, exceto estrangeiros nascidos em Timor Leste, cidadãos residentes e representantes legais de menores timorenses. Os estrangeiros que trabalham em plataformas petrolíferas no Mar de Timor também estão isentos.
  • Todas as pessoas que entram no país devem ficar de quarentena durante pelo menos 14 dias. Aqueles com sintomas de COVID-19 terão de ser submetidos a um exame de diagnóstico COVID-19.
  • Os navios de cruzeiro não podem entrar em Timor Leste.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência será imposto para a segunda fase, de 28 de abril a 27 de maio, uma vez que o parlamento aprova a prorrogação.
  • As atividades escolares presenciais estão suspensas. Os estabelecimentos de educação e formação profissional estão fechados. São proibidas reuniões ou manifestações envolvendo mais de cinco pessoas e quaisquer celebrações sociais, culturais, religiosas e eventos desportivos. Transporte coletivo de passageiros suspenso.
  • Embora não tenha havido qualquer anúncio sobre a extensão do bloqueio, as restrições de viagem permanecem em vigor.
  • Os movimentos de veículos e transportes públicos com vários passageiros a bordo foram alegadamente restringidos entre distritos. Além disso, foram estabelecidos postos de controlo em todo o país, incluindo a capital Díli.

 

Tunísia

Restrições internacionais:

  • Todas as fronteiras estão fechadas, com exceção do transporte de mercadorias e do repatriamento de estrangeiros. Todos os pontos de entrada marítimos estão fechados. Todas as viagens aéreas estão suspensas, exceto para voos oficiais e de repatriamento aprovados.
  • Todos os viajantes que cheguem ao país serão obrigados a quarentena durante 14 dias, sob a supervisão do Ministério da Saúde.

 

Restrições internas:

  • O estado de emergência está em vigor até 28 de maio.
  • Um recolher obrigatório revisto está em vigor diariamente das 20h00 às 06h00:
    • As pessoas são aconselhadas a evitar todos os movimentos, exceto por emergências, razões de saúde e aquisição de suprimentos essenciais.
    • Suspensão das viagens inter-província ou intercidades.
    • Todos os encontros de mais de três pessoas estão proibidos.
  • O não respeito pelos regulamentos e restrições de saúde é considerado crime e pode levar a julgamento por homicídio involuntário. 9.000 membros das forças de segurança foram destacados.

 

Turquia

Restrições internacionais:

  • Todos os voos internacionais foram suspensos por tempo indeterminado.
  • A Turkish Airlines proibiu todos os voos internacionais e domésticos até pelo menos 28 de maio.
  • Carga, governo e voos médicos de emergência estão excluídos da restrição. Será também permitida uma aterragem de emergência por razões técnicas.
  • As passagens terrestres com o Irão e o Iraque estão fechadas. Todos os voos de passageiros, carga e charter de e para o Irão foram suspensos. Os cidadãos turcos estão proibidos de entrar no Irão.
  • As fronteiras terrestres com a Bulgária e a Grécia estão fechadas. Sem restrições ao transporte de carga nas fronteiras terrestres. As viagens marítimas do continente grego e das ilhas também são restritas
  • As ligações terrestres e aéreas com o Azerbaijão estão suspensas até novo aviso.
  • Os viajantes com autorização de residência turca serão testados para coronavírus; se o teste for positivo, o viajante será transferido para uma instalação de quarentena. Se o teste for negativo, o viajante deve seguir uma quarentena autoimposta durante 14 dias.
  • Todos os passageiros internacionais são rastreados com uma câmara térmica. Os sinais de temperatura superior à média serão depois encaminhados para um consultor médico para posterior exame.

 

Restrições internas:

  • O recolher obrigatório imposto a menores de 20 anos e adultos com mais de 65 anos será descontraído, com pessoas com menos de 14 anos autorizadas a sair no dia 13 de maio entre as 11h00 e as 03h00, os adolescentes entre os 15 e os 20 anos autorizados a sair a 15 de maio e as pessoas com mais de 65 anos autorizadas a sair a 10 de maio.
  • A proibição de viajar em sete províncias, incluindo Antalya, Aydin, Erzurum, Hatay, Malatya, Mersin e Mugla será levantada pela primeira vez.

 

Ucrânia

Restrições internacionais:

  • As seguintes categorias de visitantes estrangeiros ficarão isentas da proibição de viagem de entrada:
  • As pessoas que regressam à Ucrânia são obrigadas a passar por um período de observação obrigatório de 14 dias em áreas designadas.

 

Restrições internas:

  • Bloqueios de estradas foram estabelecidos na maioria das estradas excitantes/entrando na capital Kiev. Aqueles que se considerem ter sintomas de COVID-10 serão convidados a seguir medidas de isolação domiciliária.

 

União Europeia/Espaço Schengen

Restrições internacionais:

  • A União Europeia selou as fronteiras dos 26 países do Espaço Schengen, dos quais 22 estão na UE até 15 junho.
    • A proibição afetará todos os nacionais não comunitários, exceto residentes de longa duração, familiares de nacionais e diplomatas da UE, trabalhadores transfronteiriços e de cuidados de saúde e pessoas que transportam mercadorias.
    • Os cidadãos da Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça do Reino Unido não serão afetados.
    • A fronteira Entre a Irlanda e a Irlanda do Norte não é afetada.
    • As viagens internas na UE continuam a basear-se nas respetivas restrições de cada país.

 

Uruguai

Restrições internacionais:

  • O Uruguai fechou todas as suas fronteiras. Todos os voos comerciais de entrada e saída estão suspensos.
  • As fronteiras aéreas, terrestres e marítimas com a Argentina e o Brasil foram fechadas a estrangeiros até novo aviso.
  • Os passageiros que chegam da China, França, Alemanha, Irão, Itália, Japão, Singapura, Coreia do Sul ou Espanha estarão sujeitos a uma quarentena de 14 dias.

 

Restrições internas:

  • O governo recomenda quarentena, se possível. Aqueles com 65 anos ou mais devem observar a quarentena obrigatória.
  • O uso de máscaras é obrigatório em supermercados e armazéns.
  • O governo apelou à restrição de reuniões sociais e de grandes multidões.

 

Venezuela

Restrições de entrada:

  • Restrições de entrada impostas aos viajantes de qualquer país europeu, Colômbia, República Dominicana e Panamá.
  • Todos os voos privados e comerciais estão suspensos até 12 de junho.
  • Todos os viajantes suspeitos de estarem infetados com COVID-19 estão sujeitos a quarentena de 30 dias.

 

Restrições de saída:

  • Todos os voos privados e comerciais estão suspensos até 12 de junho.

 

Condições e restrições internas:

  • Voos domésticos foram suspensos.
  • Um bloqueio nacional está em vigor até 12 de junho; imposto pelas forças de segurança.

 

Vietname

Restrições internacionais:

  • Todos os voos internacionais de entrada estão suspensos indefinidamente. Os voos para fins de frete, diplomáticos e oficiais estão isentos destas restrições, sujeitos à aprovação do governo. Voos limitados de saída para o repatriamento de estrangeiros de Ho Chi Minh City e Hanói ainda estão em funcionamento.
  • Todos os viajantes estrangeiros estão proibidos de entrar no país.
  • A fronteira entre o Camboja e o Vietname está fechada a todo o tráfego por terra, mar ou ar. A fronteira entre o Laos e o Vietname também está fechada a todo o tráfego.
  • O visto à chegada foi suspenso para todos os viajantes. Os considerados pelo governo como peritos, trabalhadores altamente qualificados e gestores de empresas podem receber vistos a critério das agências governamentais competentes.
  • Os estrangeiros que entraram no país com isenção de visto ou com visto de turismo que não possam sair podem prolongar a sua estadia por um prazo de até 30 dias. 

 

Restrições internas:

  • Foi declarada uma epidemia nacional COVID-19.
  • Os voos domésticos foram gradualmente retomados desde o dia 23 de abril.

Aeroportos – Medidas e Políticas de Segurança Implementadas

Os aeroportos de todo o mundo foram afetados pelo contexto do COVID-19 e estão agora a adotar politicas e procedimentos para assegurar a proteção dos viajantes e dos seus trabalhadores. Nos dias que correm, a informação ainda está a ser atualizada e com a evolução da pandemia e a coordenação de esforços e conhecimentos mundiais, as medidas e procedimentos que visam lidar com o contexto da Covid-19 podem sofrer atualizações diárias.

A Trip Advisor criou um site com informação que se pretende atualizada dos principais aeroportos mundiais para ajudar os viajantes.
A informação está em Inglês, mas recomendamos a sua consulta antes de viajar. Consulte AQUI

Em alternativa consulte a nossa linha de atendimento e teremos todo o gosto em informa-lo.

Links importantes a ser consultados antes de viajar

• CDC (Centre of Disease Control and Prevention)
https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/travelers/index.html
- informações atualizadas para viajantes

• Consulta do Viajante
https://www.consultadoviajante.com/viajantes.html
- ver “coronavírus”

• DGS (Direção Geral de Saúde)
www.dgs.pt/corona-virus
- para informação aos utentes no território nacional

• European Centre for Disease Prevention and Control
https://www.ecdc.europa.eu/en/novel-coronavirus-china
- informações atualizadas sobre o COVID-19, especifico para a Europa

• IATA (International Air Transport Association)
https://www.iatatravelcentre.com/international-travel-document-news.htm
- Informação atualizada sobre as restrições de entrada e saída de cada país (ver “coronavírus update”)

• John Hopkins CSSE
https://gisanddata.maps.arcgis.com/apps/opsdashboard/index.html#/bda7594740fd40299423467b48e9ecf6
- mapa com a distribuição dos casos COVID-19 atualizado ao minuto

• Registo do Viajante (Ministério dos Negócios Estrangeiros)
https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/registo-do-viajante
- recomenda-se a todos os que vão viajar, que façam o registo antes da viagem. Também podem optar por instalar a aplicação no telemóvel

• WHO (Organização Mundial de Saúde)
https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019
- para informações e recomendações oficiais ao nível mundial